1. Usuário
Assine o Estadão
assine

UPP é depredada por moradores na zona norte do Rio

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

15 Maio 2014 | 13h 46

Grupo protestava contra a morte de jovem de 19 anos baleado em confronto com a PM

 RIO - Um grupo de moradores depredou a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da favela de Manguinhos, na zona norte do Rio, na noite desta quarta-feira, 14. Eles protestavam contra a morte de Jonhatas de Oliveira Lima, de 19 anos.

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), por volta das 17h, policiais da UPP de Manguinhos entraram em confronto com bandidos da região quando patrulhavam a localidade conhecida como Barrinho. Os criminosos fugiram e uma grande quantidade de drogas foi apreendida no local.

Algum tempo depois, policiais do 22º Batalhão (Maré, zona norte) avisaram aos agentes da UPP que um homem baleado havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Manguinhos. Lima já chegou morto à UPA e foi reconhecido como um dos participantes do confronto no Barrinho.

Em protesto, moradores de Manguinhos quebraram a base da UPP localizada em uma área conhecida como Coréia. Em seguida, o grupo tentou fechar as avenidas Leopoldo Bulhões e dos Democráticas, principais do bairro, colocando fogo em objetos e atirando pedras contra veículos. Policiais da UPP, do 22º BPM, e dos batalhões de Choque e de Operações Especiais (Bope) foram chamados para conter o tumulto.