1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Ventos de 60km/h provocam blecaute e queda de árvores em Curitiba

Julio Cesar Lima - Especial para o Estado

01 Maio 2014 | 11h 48

Região amanheceu com árvores tombadas e sem energia elétrica; não houve registro de vítimas

CURITIBA – Os moradores da capital paranaense e da região metropolitana foram surpreendidos na madrugada desta quinta-feira, 1º, com ventos que atingiram 60 quilômetros por hora, segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), e provocaram queda de árvores e falta de energia elétrica. Os ventos atingiram bairros de todas as regiões da cidade, mas não foram registradas vítimas.

Na área central uma malha que cobre uma obra em construção chegou a se desprender e ficou enroscada em galhos de árvores provocando uma pequena confusão até sua retirada. No bairro Campo Comprido, uma placa de propaganda precisou ser retirada pelos Bombeiros, pois estava prestes a despencar sobre pedestres e no bairro Ahú houve queda de árvores que bloquearam ruas.

Na região metropolitana, as cidades mais atingidas foram Pinhais, onde os ventos chegaram a 67 quilômetros por hora. Em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, os ventos chegaram a 77 quilômetros por hora e no litoral, em Guaratuba, 60 quilômetros por hora. No bairro Barreirinha, na zona norte, uma moradora acordou assustada com a queda de um muro sobre sua casa durante a ventania.

De acordo com o Simepar, a frente fria que provocou ventania e chuvas está se deslocando para a Região Sudeste.

Já as chuvas que caíram no interior do Estado deixaram 2.460 pessoas desalojadas. O município mais atingido foi Santo Antônio do Sudoeste, com 1,2 mil desalojados.