1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Vítima de ataque a ônibus no Maranhão passa por nova cirurgia; estado é grave

Marília Assunção - Especial para O Esatdo

13 Janeiro 2014 | 17h 32

Márcio Ronny Cruz, de 37 anos, teria se queimado ao tentar salvar a menina Ana Clara Sousa

GOIÂNIA- Foi operado em Goiânia pela segunda vez, na manhã desta segunda-feira, 13, o entregador de frangos Márcio Ronny da Cruz, 37 anos, um dos feridos no ataque de bandidos contra ônibus no Maranhão, no dia 3. Márcio voltou para o centro de tratamento intensivo (CTI) depois do procedimento, permanecendo em estado grave.

Os médicos que tratam do entregador desde a transferência, feita em um jatinho vindo do Maranhão para Goiânia, no dia 8, avaliam com cautela a evolução do quadro. O boletim médico indica que o quadro de saúde do paciente, que teve 72% do corpo queimado, é estável, mas grave. Márcio já passou por duas operações em Goiânia para remover pele das lesões que sofreu ao tentar salvar a menina Ana Clara Sousa, 6 anos.

 

 

De acordo com o boletim, Márcio está consciente, respirando sem aparelhos, com pressão arterial normal. O responsável pelo CTI do hospital, Rafael Rabahi, informou que o paciente suportou bem a segunda cirurgia e que os médicos se concentram em manter o paciente estável, utilizando reposição de proteínas e sangue e fazendo o controle acurado do padrão respiratório.

Os médicos avaliam a necessidade de enxertos nas lesões mais profundas. O paciente também pode ser transferido para o Hospital de Queimaduras de Goiânia, referência nacional nesse tipo de tratamento