Voo 447: Confira os passageiros confirmados até o momento

Os nomes dos primeiros passageiros do voo 447 da Air France já começaram a ser confirmados. A fabricante de pneus francesa Michelin informou que três de seus funcionários estavam no Airbus desaparecido na noite de domingo, 31.

01 Junho 2009 | 12h59

 

Veja também:

Avião que ia do Rio a Paris com 228 a bordo desaparece no Atlântico

Airbus pode ter sido atingido por raio durante tempestade

Ministro francês descarta que avião ainda esteja voando

som Podcast: Especialista não tem dúvidas de que avião da Air France caiu no mar

som Podcast: Coronel da FAB fala sobre o desaparecimento do avião da Air France

especial Cronologia dos piores acidentes aéreos dos últimos dez anos

mais imagens Veja Galeria de fotos

 

Estavam no voo da Air France o presidente da Michelin América do Sul, Luiz Roberto Anastácio, de 50 anos, o diretor de informática Antonio Gueiros, de 46 anos, e a funcionária da Michelin França, Cristine Pieraerts. A equipe saiu do Rio de Janeiro, onde fica a sede da Michelin Brasil, com destino à matriz da empresa, em Paris.

 

A família Orleans e Bragança, herdeira da família real brasileira, confirmou que o príncipe Pedro Luiz de Orleans e Bragança, estava no voo AF447.

 

O carioca Anastácio trabalhava há 27 anos na Michelin e assumiu há um mês a presidência da companhia na América do Sul. Casado, morava com a esposa e dois filhos no Rio de Janeiro. Fazia frequentemente a linha aérea com destino a Paris. Gueiros também vivia com a família, esposa e dois filhos na capital fluminense.

 

O presidente da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), Erich Heine, de nacionalidade alemã, também estava a bordo do voo 447 da Air France.

 

A assessoria da imprensa da prefeitura do Rio de Janeiro informou que o chefe de gabinete do prefeito Eduardo Paes, Marcelo Parente, de 38 anos, e sua esposa, cujo nome não foi divulgado, estavam no voo.

 

O maestro Silvio Barbato, ex-diretor musical da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e da orquestra do Teatro Nacional Claudio Santoro, de Brasília, está entre os passageiros do voo 447.

 

A Ong Viva Rio confirmou que Pablo Gabriel Dreyfus, de 38 anos, e Ana Carolina Rodrigues, de 28, estavam no voo. Dreyfus era coordenador de Pesquisa do Projeto de Controle de Armas do Viva Rio desde 2002. Já Ana Carolina trabalhava no projeto de Proteção de Jovens em Território Vulnerável (Protejo), que o Viva Rio implementa nas comunidades do Salgueiro e Jardim Catarina, em São Gonçalo.

 

O presidente da associação italiana de imigrantes Trentini nel Mondo, Alberto Tafner, havia anunciado que três membros da entidade estavam no voo 447 da Air France, que desapareceu nesta madrugada próximo a costa brasileira, durante um voo entre Rio de Janeiro e Paris. Segundo ele, Rino Zandonai, Luigi Zortea e Gianbattista Lenzi  faziam parte de uma delegação que visitou o Brasil para conhecer estruturas de apoio aos imigrantes italianos.

 

Andrés Suárez Montes, um engenheiro natural da província espanhola de Sevilha, estava nesse voo, segundo confirmaram fontes de sua família na Espanha à Agência Efe. O governo espanhol informou que havia um cidadão do país no voo, enquanto a Air France divulgou, em lista oficial, que havia dois. Suárez, de 38 anos e engenheiro industrial, trabalhava no Brasil para a empresa Schlumberger.

 

RELAÇÃO DE PASSAGEIROS

Ana Carolina Rodrigues

Andrés Suárez Montes

Cristine Pieraerts

Erich Heine

Gianbattista Lenzi

Luigi Zortea

Luiz Roberto Anastácio

Marcelo Parente

Pablo Gabriel Dreyfus

Pedro Luiz de Orleans e Bragança

Rino Zandonai

Silvio Barbato

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.