Após incêndio, vôos do Santos Dumont são transferidos

Nova ala do aeroporto, que ainda não foi inaugurada, é atingida por fumaça; pousos e decolagens são suspensos

Pedro Dantas, do Estadão,

17 Julho 2007 | 18h50

O Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio, continua fechado para pousos e decolagens por causa do incêndio ocorrido na tarde desta terça-feira, 17, no terceiro andar do novo terminal.   Segundo a Infraero, não há previsão para o retorno das operações. Os vôos da ponte aérea Rio-São Paulo estão sendo transferidos para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do governador, na zona norte da cidade.   Mais cedo, um incêndio interrompeu o movimento de pousos e decolagens no Aeroporto Santos Dumont, que concentra os vôos da ponte aérea Rio-São Paulo. Por volta das 15 horas, uma fumaça negra assustou passageiros e funcionários do aeroporto. O incêndio já foi controlado.   De acordo com as primeiras informações, o incêndio teria começado no terceiro andar da ala nova do aeroporto, que ainda não foi inaugurada. O setor atingido foi o local que abrigaria a praça de alimentação.   Bombeiros foram encaminhados ao local, mas a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) ainda não havia divulgado informações sobre o incêndio.  

Mais conteúdo sobre:
incêndio Aeroporto Santos Dumont

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.