Bebê atingido por bala perdida na barriga da mãe permanece em estado grave

Criança está paraplégica; situação de mãe também inspira cuidados, mas segue estável

O Estado de S. Paulo

02 Julho 2017 | 11h07

SÃO PAULO - O bebê de Claudineia dos Santos Melo, baleado quando ainda estava dentro da barriga da mãe, na sexta-feira, 30, em Duque de Caxias, segue internado em estado grave. 

De acordo com o secretário municipal de Saúde de Duque de Caxias, José Carlos de Oliveira, a criança está com paraplegia e foi transferida para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, por requerer necessidades especiais neurológicas. 

Oliveira, em entrevista à Globo News, enfatizou que o estado de saúde do bebê é gravíssimo. "Ele continua no CTI entubado, sendo drenado no tórax do lado direito e esquerdo."

Segundo o último boletim médico do Hospital Moacyr do Carmo, deste domingo, 2, Claudineia dos Santos Melo, passou por uma cirurgia e continua em estado grave de saúde, mas considerado estável.

O secretário José Carlos de Oliveira, que é médico, afirmou que o bebê foi diagnosticado com pneumotórax bilateral (entrada de ar na pleura, a membrana que recobre os pulmões). Novos exames diagnosticaram lesão na medula e "um quadro muito grave de HSA (hemorragia subaracnóidea)", que corresponde a um quadro de acidente vascular cerebral hemorrágico.

Na noite de sábado, um confronto entre policiais e traficantes voltou a assustar os moradores da comunidade do Lixão. Dois ônibus foram queimados na Linha Vermelha, na altura da favela. A via chegou a ser bloqueada por duas horas.

Lembrando o caso. Claudineia chegou ao hospital por volta das 18h30 de sexta-feira, 30, com perfuração na barriga. Grávida de 39 semanas, ela estava sozinha em um mercado da Favela do Lixão, quando teve início uma troca de tiros entre policiais e traficantes. Ela foi levada para o Hospital Moacyr do Carmo, e operada. Quando os médicos tiraram o bebê, perceberam os ferimentos no tórax. 

A criança teve de ser entubada ao nascer e transferida do Moacyr do Carmo para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes. "O primeiro atendimento e os procedimentos realizados no Moacyr do Carmo foram fundamentais para a sobrevivência da mãe e do bebê. As próximas horas são fundamentais para a evolução do quadro do bebê", afirmou o secretário municipal de Saúde de Duque de Caxias, José Carlos de Oliveira

A Polícia Militar informou que policiais do 15º BPM (Caxias) fizeram operação para o combate ao tráfico de drogas na Favela do Lixão e foram atacados pelos traficantes na saída da comunidade. De acordo com a PM, os policiais não revidaram. Moradores pediram socorro para Claudineia e o bebê. Três homens foram presos na operação. Foram apreendidos 101 sacolés de cocaína e um rádio transmissor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.