Assine o Estadão
assine

Carnaval 2016

Carnaval

Carmelitas, Orquestra Voadora e Banda de Ipanema são destaques do dia no Rio

Ao longo deste terça-feira de carnaval, cerca de 100 blocos são esperados para desfilar pela cidade

0

Fernanda Nunes,
O Estado de S.Paulo

09 Fevereiro 2016 | 13h59

RIO - Os foliões seguem ocupando as ruas do Rio de Janeiro neste quarto dia de carnaval. Ao longo desta terça-feira, 9, cerca de 100 blocos desfilam pela cidade. Os destaques são a Orquestra Voadora, no Aterro do Flamengo, e o segundo desfile do Bloco das Carmelitas, no bairro de Santa Teresa, na zona central da cidade, e da Banda de Ipanema, na zona sul. Os primeiros batuques ficam por conta das Carmelitas, que desde as 10h atrai os foliões. 

O bloco conduz a festa neste ano com o samba "Para Onde Vai Esse Bonde", em referência ao transporte típico do bairro de Santa Teresa, que voltou a circular no ano passado, após acidente ocorrido em 2011, quando morreram cinco pessoas. 

O Bloco das Carmelitas surgiu em 1991, por iniciativa de moradores do bairro. Em homenagem ao convento das Carmelitas de Santa Teresa, eles promovem todo ano o passeio de uma boneca de uma freira, com o feitio dos bonecos de Olinda (PE). À frente dos foliões, a boneca é levada para aproveitar a festa já na sexta-feira, na abertura do carnaval. No último dia de festa, na terça-feira, ela é trazida de volta ao convento, em trajeto contrário ao do primeiro dia de desfile e carrega atrás uma multidão. Apenas no primeiro dia de desfile deste carnaval, 5, mais de 12 mil pessoas seguiram o bloco, segundo a empresa de turismo do município do Rio, a Riotur.

"É uma responsabilidade muito grande. A gente se reúne várias vezes no ano. Mas vale à pena. Dessa vez, o nosso samba tem o objetivo de mostrar que os moradores de Santa Teresa querem o bonde de volta, mas não só para os turistas", disse o presidente do bloco, Alvanisio Damasceno. 

Pela tarde, a partir das 15h, será a vez da Orquestra Voadora tomar o Aterro do Flamengo, partindo do bairro da Glória, na zona sul, e seguindo até o Museu de Arte Moderna (MAM), no centro da cidade. No ano passado, cerca de 100 mil pessoas foram atraídas para a folia. 

O trabalho da Orquestra Voadora permanece durante o ano inteiro, com a promoção de oficinas de sopro e percussão, além de acrobacias em pernas de pau, para que os integrantes se preparem para o carnaval. Neste ano, o grupo completa o oitavo desfile. O bloco ganhou tanta proporção que, em 2013, chegou a gravar um cd, o Ferro Velho, com as músicas que mais empolgam os foliões. 

Mais conteúdo sobre:

Comentários