1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Carmelitas, Orquestra Voadora e Banda de Ipanema são destaques do dia no Rio

- Atualizado: 09 Fevereiro 2016 | 13h 59

Ao longo deste terça-feira de carnaval, cerca de 100 blocos são esperados para desfilar pela cidade

RIO - Os foliões seguem ocupando as ruas do Rio de Janeiro neste quarto dia de carnaval. Ao longo desta terça-feira, 9, cerca de 100 blocos desfilam pela cidade. Os destaques são a Orquestra Voadora, no Aterro do Flamengo, e o segundo desfile do Bloco das Carmelitas, no bairro de Santa Teresa, na zona central da cidade, e da Banda de Ipanema, na zona sul. Os primeiros batuques ficam por conta das Carmelitas, que desde as 10h atrai os foliões. 

O bloco conduz a festa neste ano com o samba "Para Onde Vai Esse Bonde", em referência ao transporte típico do bairro de Santa Teresa, que voltou a circular no ano passado, após acidente ocorrido em 2011, quando morreram cinco pessoas. 

Foliões tomam conta das ruas do Rio para ir atrás do Cordão da Bola Preta

Foliões tomam conta das ruas do Rio para ir atrás do Cordão da Bola Preta

O Bloco das Carmelitas surgiu em 1991, por iniciativa de moradores do bairro. Em homenagem ao convento das Carmelitas de Santa Teresa, eles promovem todo ano o passeio de uma boneca de uma freira, com o feitio dos bonecos de Olinda (PE). À frente dos foliões, a boneca é levada para aproveitar a festa já na sexta-feira, na abertura do carnaval. No último dia de festa, na terça-feira, ela é trazida de volta ao convento, em trajeto contrário ao do primeiro dia de desfile e carrega atrás uma multidão. Apenas no primeiro dia de desfile deste carnaval, 5, mais de 12 mil pessoas seguiram o bloco, segundo a empresa de turismo do município do Rio, a Riotur.

"É uma responsabilidade muito grande. A gente se reúne várias vezes no ano. Mas vale à pena. Dessa vez, o nosso samba tem o objetivo de mostrar que os moradores de Santa Teresa querem o bonde de volta, mas não só para os turistas", disse o presidente do bloco, Alvanisio Damasceno. 

Pela tarde, a partir das 15h, será a vez da Orquestra Voadora tomar o Aterro do Flamengo, partindo do bairro da Glória, na zona sul, e seguindo até o Museu de Arte Moderna (MAM), no centro da cidade. No ano passado, cerca de 100 mil pessoas foram atraídas para a folia. 

O trabalho da Orquestra Voadora permanece durante o ano inteiro, com a promoção de oficinas de sopro e percussão, além de acrobacias em pernas de pau, para que os integrantes se preparem para o carnaval. Neste ano, o grupo completa o oitavo desfile. O bloco ganhou tanta proporção que, em 2013, chegou a gravar um cd, o Ferro Velho, com as músicas que mais empolgam os foliões. 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX