Chuva no Rio foi a mais intensa em 18 anos

Registro do Alerta Rio foi de 123,6 milímetros de água na primeira hora da madrugada desta quinta-feira

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2018 | 15h34

RIO - A prefeitura do Rio informou que a cidade teve recorde de chuva de 18 anos entre 0h e 1h desta quinta-feira, 15. Foram registrados 123,6 milímetros de água na estação Barra/Riocentro, na zona oeste – o maior volume em apenas uma hora desde março de 2000. Antes, o maior registro detectado havia sido de 116,2 milímetros, em Campo Grande, na mesma região. Os dados são do Alerta Rio, sistema municipal que sinaliza quando há chuvas intensas e risco de deslizamento de encostas.

Os bairros mais afetados ficam nas zonas norte e oeste do Rio. Quatro pessoas morreram nessas regiões, em Realengo, Quintino e Cascadura. Em Jacarepaguá, na Barra e na Piedade, no período entre 17h de quarta-feira, 14, e 2h desta quinta-feira, chegou-se a mais do que deveria chover em todo o mês. No Rio, a média alcançou 75% do que se estimava até o fim de fevereiro. Árvores caíram em mais de 60 ruas.

A Defesa Civil do município registrou 345 ocorrências. Técnicos estão no Complexo do Alemão, na zona norte, para atender a moradores que ficaram com as casas danificadas. Eles estão indo para a casa de parentes. Também há problemas no Morro da Serrinha, em Madureira, zona norte. O Rio segue em estágio de atenção, segundo nível em uma escala de três, e que significa que existe a possibilidade de chuva moderada, podendo chegar a forte, nas próximas horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.