1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Com adesão baixa, aeroviários suspendem greve

Thaise Constancio - O Estado de São Paulo

12 Junho 2014 | 10h 52

De acordo com o sindicato, 30% dos funcionários das companhias aéreas aderiram à paralisação e 20% dos trabalhadores das empresas terceirizadas também pararam

RIO - A greve dos aeroviários do Rio iniciada à 0 h desta quinta-feira, foi suspensa, segundo o Sindicato Municipal dos Aeroviários do Rio de Janeiro (SIMARJ). A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) entrou com recurso na Justiça para suspensão da greve que foi considerada ilegal. Caso a suspensão fosse descumprida, o Simarj teria que pagar multa de R$ 500 mil por hora.

A adesão à greve foi baixa e não prejudicou o funcionamento dos serviços prestados nos aeroportos da cidade. De acordo com o sindicato, 30% dos funcionários das companhias aéreas aderiram à paralisação e 20% dos trabalhadores das empresas terceirizadas também pararam.

No início da manhã, um grupo de manifestantes fechou por duas horas a Avenida Vinte de Janeiro, na Ilha do Governador, na zona norte, que dá acesso ao aeroporto internacional do Galeão. Às 9h, a via já tinha sido liberada.

Os aeroviários - profissionais que trabalham nos aeroportos, não embarcados, como mecânicos, engenheiros, serviços gerais e em balcões de check-in, por exemplo - começaram a paralisação à 0h de hoje nos terminais Galeão, Santos Dumont e de Jacarepaguá. Eles pedem 12% de aumento no salário e também no efetivo.