Centro de Operações Rio
Centro de Operações Rio

Confronto entre policiais e criminosos na Linha Amarela deixa mortos no RJ

Centro de Operações do Rio alerta para que motoristas evitem a região; os dois sentidos da Linha Amarela já estão liberados

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

31 Janeiro 2018 | 13h08

RIO – Um tiroteio entre policiais militares e criminosos deixou três mortos nesta quarta-feira, 31, na Cidade de Deus, zona oeste do Rio de Janeiro e causou o fechamento da Linha Amarela, via que liga as zonas norte e oeste, no trecho na altura da comunidade.

Agentes do 18º Batalhão da Polícia Militar do Rio foram atacados pelos bandidos quando realizavam uma operação para combater o tráfico de drogas no Caminho do Outeiro.

O trânsito chegou a ser interrompido por cerca de uma hora, nos dois sentidos. Três suspeitos foram baleados e morreram, após confrontos com a PM.

Para evitar novos tumultos na região, a PM informou por nota, na tarde desta quarta-feira, que deslocou diferentes unidades da corporação para a Cidade de Deus, na zona oeste da capital fluminense.

Em protesto contra a ação da PM, um grupo de moradores começou uma manifestação na Linha Amarela, por volta das 10h40. A mobilização foi  dispersada com rapidez, mas alguns objetos ficaram na via. Logo depois, uma viatura do Batalhão de Vias Expressas (BPVE) foi atacada com pedras e outros objetos próximo a Cidade de Deus. Não houve feridos.

A própria Polícia Militar manteve a Linha Amarela fechada nos dois sentidos, por cerca de uma hora, para proteção dos usuários, segundo a nota. O trânsito na via teria sido interrompido por mais duas vezes por manifestantes, em protesto contra a atuação policial.

De acordo com as imagens, vários carros ficaram parados na via e alguns voltaram pela contramão. Alguns motoristas chegaram a buscar abrigo atrás dos carros.

Sequência. A série de incidentes  começou, segundo a Polícia Militar,  quando PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local encontraram homens armados na localidade conhecida como Apartamentos, na Cidade de Deus. Houve tiroteio, e os policiais militares prenderam Vinícius Guimarães da Silva, de 29 anos, foragido do sistema prisional. Os outros homens fugiram.

Segundo a nota, pouco depois do confronto o comando da UPP foi informado de que Rodolfo Pereira da Silva, o Rodolfinho, fora internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local, com ferimentos. Ele não resistiu e morreu. Rodolfo era apontado pela Polícia como o segundo homem na hierarquia do tráfico local. Tinha quatro mandados de prisão em aberto. Ele também era foragido do sistema prisional.

Ainda na manhã desta quarta-feira, e na mesma região, policiais militares do 18º BPM (Jacarepaguá), em incursão no Caminho do Outeiro, perto da Cidade de Deus, foram recebidos a tiros por criminosos armados. Houve tiroteio, no qual dois homens não identificados foram feridos. Eles foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, onde morreram.  Um terceiro suspeito foi preso. No local do confronto, foram apreendidos duas pistolas, drogas e rádio comunicador.

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Roberto Sá, disse em entrevista coletiva que o Rio passa por um momento muito delicado e que situações como essa que aconteceu na Linha Amarela é uma resposta do tráfico de drogas à ação da Polícia.

"É lamentável mais uma vez perceber que uma via importante como a Linha Amarela foi fechada devido a uma situação de violência. Mas isso aconteceu em razão da polícia estar ali trabalhando para tentar evitar delitos contra a nossa sociedade", explicou Sá.

 

Em nota no twitter, o Centro de Operações do Rio, pede aos motoristas para evitar a região.

Por causa da interdição da LINHA AMARELA, há congestionamento em vias da região da Gardênia Azul, Freguesia e Pechincha. EVITE a região da CIDADE DE DEUS. Opções: TransOlímpica, Alto da Boa Vista e Lagoa-Barra. — Centro de Operações (@OperacoesRio)  31 de janeiro de 2018

MAIS UMA ATUALIZAÇÃO DA LINHA AMARELA: a concessionária informa que a via voltou a ser fechada em ambos os sentidos. Operação das forças de segurança na região. EVITE A LINHA AMARELA. https://t.co/MzneB9YNaW — Centro de Operações (@OperacoesRio)  31 de janeiro de 2018

11h25 - VOLTARAM A OCORRER FECHAMENTOS NA LINHA AMARELA. Neste momento, eles ocorrem de maneira intermitente, nos 2 sentidos da via. Uma operação das forças de segurança está em curso na região, neste momento, na altura da Cidade de Deus. A recomendação é EVITAR A LINHA AMARELA. pic.twitter.com/jZ5ZpBeeLH — Centro de Operações (@OperacoesRio)  31 de janeiro de 2018

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.