Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Crivella lamenta que intervenção no Rio não tenha acontecido antes

Em visita à Europa, prefeito parabeniza o presidente Temer pela decisão tomada

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2018 | 17h36

RIO - Da Europa, onde passou o carnaval, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), agradeceu e parabenizou o presidente da República, Michel Temer (PMDB), pela intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, definida nesta sexta-feira, 16. Em comunicado, o prefeito classificou a medida como “ajuda” e ainda lamentou que não tenha sido tomada antes. 

“Agradeço e parabenizo o presidente Temer pela ajuda ao Rio. No lançamento do Calendário Rio de Janeiro a Janeiro (em setembro do ano passado), foi o que eu pedi. Lamento que isso não tenha ocorrido naquela ocasião”, afirmou Crivella, como divulgado pela sua assessoria de imprensa. 

++ AO VIVO: Governo federal decreta intervenção na Segurança Pública do Rio

A prefeitura informa que ele viajou em busca de soluções tecnológicas para a violência no Rio e não soube dizer a data de seu retorno, nem se participará de evento com Temer, na capital fluminense, amanhã. Segundo fontes, ele deixa a Europa ainda hoje. 

“A comitiva esteve na Agência Espacial Europeia (ESA), na Alemanha, para conhecer pesquisas na área aeroespacial, especialmente com o uso de satélites, que podem ser utilizados em rastreamentos na área de segurança. Em seguida, foi para a Áustria conhecer a Schiebel, empresa que fabrica drones e que, inclusive, já trabalhou com a Marinha do Brasil. Por fim, seguiu para a cidade de Linkoping, na Suécia, onde visitou a CyberAero, concorrente da Schiebel”, informou a assessoria de Crivella.

++ 'Crime organizado é uma metástase que se espalha pelo País', diz Temer

A viagem custou R$ 130 mil aos cofres públicos. Cada um dos cinco membros da comitiva, incluindo o prefeito, gastou R$ 21,5 mil pela passagem - o que soma R$ 107 mil. O consumo chamou a atenção do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que “está analisando a questão para saber que medidas adotar”. Em resposta, a prefeitura disse que “aguarda o recebimento do oficio do Ministério Público para encaminhar as informações solicitadas."

No Facebook, cariocas organizam uma manifestação pela ausência e gastos de Crivella no carnaval, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, entre as 16h e 19h desta sexta-feira. O evento foi batizado de “Recepção ao prefeito fujão”. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.