1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Dois ficam feridos em operação do Bope no centro do Rio

- Atualizado: 24 Janeiro 2016 | 17h 02

Segundo a polícia, suspeitos teriam trocado tiros com soldados durante patrulhamento nas comunidades Fallet e Fogueteiro

Atualizado às 17h02.

RIO - Dois homens morreram neste domingo, 24, em consequência de operação policial nas comunidades Fallet e Fogueteiro, na região central do Rio de Janeiro.

Segundo relato oficial da Polícia Militar, o confronto aconteceu quando policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) realizavam patrulhamento na região. Os agentes foram atacados a tiros, disparados por criminosos, de acordo com a PM.

Carlos Alberto Batista, de 32 anos, e Rubens Gonçalves Barbosa, de 23, baleados no incidente, foram levados ao Hospital Souza Aguiar, também no Centro da cidade, mas não resistiram e morreram. De acordo com a Polícia Militar, contra Barbosa havia um mandado de prisão por tráfico de drogas.

De acordo com informações da 17ª DP (São Cristóvão), as circunstâncias das mortes de Batista e Barbosa estão sob investigação. Familiares e testemunhas foram chamados para prestar depoimento. Os PMs envolvidos na ocorrência foram ouvidos e terão as armas apreendidas para perícia. O procedimento é rotina nesses casos, informou a Polícia Civil.

A Polícia Militar comunicou que, durante a operação, foram apreendidos 1 Fuzil Automático Leve (FAL) 7,62, de fabricação argentina, sem numeração; uma Pistola Glock 24 calibre 40; uma Pistola HK calibre 9mm; 12 carregadores de calibre 40; dois carregadores de calibre 9mm; 26 carregadores de calibre 7,62; dois carregadores de calibre 5,56; 65 munições cal 7,62; 86 munições calibre 40; 11 munições calibre  9 mm; 529 papelotes de maconha; 22 sacolés com pó branco; dois celulares; um artefato explosivo e um 1 rádio transmissor.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX