Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Dois suspeitos de furtar apartamento do governador do Rio estão presos

Imóvel no Leblon havia sido invadido na quarta-feira passada e homens foram detidos no dia seguinte; camisa do Botafogo, garrafas de uísque e uma caneta foram recuperados

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

15 Maio 2017 | 20h05

RIO - Estão presos desde quinta-feira passada, 11, dois acusados de invadir e furtar o apartamento do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), no Leblon, zona sul. O crime ocorreu no dia anterior, quarta, 10. Com a dupla foram apreendidos uma camisa do Botafogo autografada por vários jogadores, uma maleta contendo duas garrafas de uísque, uma caneta e um pendrive com logotipos do clube alvinegro carioca. Esses bens haviam sido furtados do imóvel do governador.

No dia 11, policiais militares do 4.º Batalhão foram chamados à rua Martins Pena, na Tijuca (zona norte), onde prenderam Fillipe de Souza Silva e Marcelo Gouveia Santos tentando arrombar o portão principal de um imóvel, com ferramentas. Outros dois bandidos escaparam em um veículo Touareg. Houve perseguição e os bandidos, que chegaram a tentar atropelar os policiais, conseguiram fugir.

O carro foi abandonado na Rua Campos Sales, em frente ao América Futebol Clube. No interior do automóvel foram encontrados objetos levados da residência do governador, além de cinco malas com objetos possivelmente furtados em ações criminosas anteriores, como roupas de grifes, pares de tênis, perfumes, bolas de futebol, bolsas de viagem e um casaco. Com um dos presos foram apreendidos dólares.

De acordo com a 14ª DP (Leblon), o quarteto integra uma quadrilha paulista especializada em furtos de residências em vários Estados do Brasil. O material apreendido foi encaminhado ao Instituto de Criminalística Carlos Éboli. Os agentes analisam imagens de câmeras de segurança para identificar e prender os suspeitos que fugiram. A reportagem não localizou representantes dos dois suspeitos presos.

Mais conteúdo sobre:
Luiz Fernando de Souza PMDB Botafogo Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.