Manifestação de taxistas bloqueia avenidas no Rio de Janeiro

Mais cedo, o acesso ao aeroporto Santos Dumont também foi fechado em razão do protesto contra decreto que regulamenta carros de aplicativos

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

10 Maio 2018 | 11h30
Atualizado 10 Maio 2018 | 13h04

SÃO PAULO - Taxistas realizaram protesto nesta manhã de quinta-feira, 10, no Rio de Janeiro, contra decreto municipal que regulamenta carros de aplicativos. Os manifestantes seguem em direção à prefeitura municipal.

Segundo o Centro de Operações Rio, desde o início da manhã, a cidade registrou vários bloqueios em ruas e avenidas. Mais cedo, o acesso ao aeroporto Santos Dumont também chegou a ser fechado. Por volta das 10h30, o grupo passou pelo Viaduto do Gasômetro, no sentido do centro, e depois pelo Trevo das Forças Armadas, no sentido Cidade Nova. Por volta das 11h30, todas as vias foram liberadas.

Manifestantes também jogaram ovos em carros que seriam de aplicativos e de taxistas que não estavam participando do ato. Durante o tumulto, um taxista foi agredido. A Polícia Militar tentou conter a confusão. Bombas caseiras também foram atiradas na via. 

+++ Em ato contra Uber, taxistas entram em confronto com a PM no Rio

A Guarda Municipal informou que uma equipe de trânsito acompanhou o deslocamento de taxistas pela Linha Vermelha, que também foi afetada pelo protesto.

A manifestação também afetou o trânsito na Avenida Francisco Bicalho, no sentido do centro, e na Ponte Rio-Niterói.

Nas redes sociais, também foram publicados vídeos da manifestação.

Incêndio. Por volta das 11h, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT Carioca) informou que as linhas 1 e 2 operavam com intervalos irregulares em razão de incêndio em galpão perto da parada Cordeiro da Graça. Os bombeiros foram acionados para atender a ocorrência.

Mais conteúdo sobre:
protesto táxi Rio de Janeiro [cidade RJ]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.