Facebook/Reprodução
Facebook/Reprodução

Mulher é assassinada por não conseguir tirar aliança do dedo no Rio

Vítima estava presa em um congestionamento na Linha Vermelha e já havia entregue bolsa, mas criminosos também quiseram o anel

Sergio Torres, O Estado de S. Paulo

07 Dezembro 2015 | 13h36

RIO - Por não ter conseguido retirar a aliança do dedo anelar da mão esquerda, Sandra Maria Marçulo da Costa, de 57 anos, foi assassinada a tiros por assaltantes na noite deste sábado, 6, na Linha Vermelha, principal via expressa entre a Baixada Fluminense e a zona sul do Rio de Janeiro.

O crime aconteceu na altura do município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. De acordo com testemunhas ouvidas pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Sandra já havia entregue a bolsa, mas os bandidos exigiram também a aliança. Como ela demorava a tirá-la do dedo, um deles atirou. A vítima morreu no local, dentro do carro em que viajava com o filho.

Na hora do crime, Sandra estava presa em um engarrafamento. Os criminosos aproveitaram a situação para atacar motoristas e passageiros retidos naquele trecho da Linha Vermelha. Os arrastões são comuns naquela área, segundo motoristas que costumam trafegar na via expressa.

Pela rede social Facebook, um parente da vítima escreveu em forma de desabafo: "Mais um assalto na Linha Vermelha, num engarrafamento grotesco, causado, novamente, por operações com total falta de técnica e logística desse nosso 'desgoverno'. Mais uma tornando-se apenas um número nessa triste estatística".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.