1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Polícia abre inquérito para investigar ameaças a Tico Santa Cruz

- Atualizado: 29 Fevereiro 2016 | 13h 12

Cantor relatou em vídeo no Facebook ter sido alvo de intimidações pelo telefone e pelas redes sociais; 26 perfis foram mapeados

RIO - A Polícia Civil abriu inquérito para investigar ameaças recebidas pelo cantor Tico Santa Cruz pelo telefone e pelas redes sociais. Em vídeo gravado pelo cantor e divulgado em sua página no Facebook, na última sexta-feira, 26, o vocalista da banda Detonautas Roque Clube relatou que recebeu ameaças de violência contra seus filhos e família e, por isso, resolveu dar queixa.

No mesmo dia, o cantor se encontrou com o secretário estadual de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame. O policial o orientou a acionar a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.

 

Venho recebendo ameaças de morte constantemente! Mas sigo lutando pelo que acredito. No entanto as ameaças se intensificaram e passaram a ser contra meus filhos. Isso não vou permitir! Fui recebido pelo Secretário de Segurança pública do Rio de Janeiro - José Mariano Beltrame que me orientou e me conduziu aos passos que foram tomados, tanto na denúncia junto à DRACO quanto com relação à minha Segurança e da minha família. Obrigado a todos que foram solidários! Agora é com a Polícia e a Justiça.

Publicado por Tico Santa Cruz em Sexta, 26 de fevereiro de 2016

Segundo o cantor, 26 perfis nas redes sociais usados para ameaças já foram mapeados pela polícia. "Eu sei que muitos de vocês usam a internet e fazem piadas em relação a algumas questões em relação aos temas políticos e sociais do Brasil, mas, quando mexe com a família da gente, a gente tem que ter um pouco mais de cautela", desabafou Tico, no vídeo.

O cantor é conhecido por publicar no seu perfil no Facebook textos que defendem a esquerda e critica posições de deputados federais como Eduardo Cunha (PMDB-RJ)  e Jair Bolsonaro (PP-RJ). 

'Quando mexe com a família, tem que ter um pouco mais de cautela', diz Tico Santa Cruz

'Quando mexe com a família, tem que ter um pouco mais de cautela', diz Tico Santa Cruz

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX