1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Polícia vai ouvir parentes de vítimas de chacina em Friburgo

Clarissa Thomé, do Estadão

13 Agosto 2007 | 17h 57

A única sobrevivente da chacina é uma menina de 1 ano e 4 meses que havia visitado o pai no Dia dos Pais

A polícia começa a ouvir nesta terça-feira, 14, os parentes de quatro jovens assassinados em uma casa no Vale dos Pinheiros, bairro de classe média de Nova Friburgo, na Região Serrana, na madrugada de domingo. A única sobrevivente da chacina é uma menina de 1 ano e 4 meses, que assistiu ao crime. Ela foi encontrada por vizinhos, em estado de choque.   Os pais da criança, Camila Novaes, de 22 anos, e Hamilton Lambrete, de 23, moravam na casa havia cerca de seis meses. Há pouco tempo, mudou-se para lá outro casal, A., de 17 anos, e Felipe dos Reis Soares, de 20. O delegado Nilton Silva, que investiga o crime, acredita que os jovens estavam envolvidos com o tráfico de drogas e que a casa era usada como ponto de vendas.   "Aquele é um bairro residencial, sem histórico de venda de entorpecentes. Ao que parece, eles abriram o comércio sem `autorização' ou deixaram dívidas com o tráfico", afirmou o delegado. Segundo Nilton Silva, já havia registros na 151.ª Delegacia de Polícia (Friburgo) contra A.. A mãe da adolescente a denunciou por maus tratos, agressão e uso de drogas. O caso vinha sendo acompanhado pelo Ministério Público.   Os quatro jovens foram enterrados ontem, em Friburgo. A menina foi entregue à avó paterna, com quem já morava. Ela estava no local do crime porque passaria o Dia dos Pais com Lambrete.