Prefeitura de Rio Claro/Divulgação
Prefeitura de Rio Claro/Divulgação

Prefeito de Rio Claro (RJ) é assassinado em casa durante assalto

Raul Machado (PSD) teria reagido a roubo no sítio onde morava com a mulher, poupada pelos criminosos; ele estava no 3º mandato

Sergio Torres, O Estado de S. Paulo

21 Dezembro 2015 | 08h31

RIO - O prefeito de Rio Claro, no Rio de Janeiro, Raul Machado (PSD), foi assassinado a tiros na noite deste domingo, 20, no sítio em que morava com a mulher, Stella Reis Machado, poupada pelos criminosos. Ao menos quatro homens armados e encapuzados invadiram a propriedade às 20h30. Machado, que estava no terceiro mandato, teria reagido a tiros. Baleado no peito, morreu no local.

A principal suspeita da Polícia Civil é de latrocínio (roubo seguido de morte). O caso está sendo investigado pela 168ª Delegacia de Polícia, em Rio Claro. Dois carros da família foram levados pelos criminosos. Um deles, um Fiat Strada, foi incendiado de madrugada em uma região erma.

A mulher contou aos policiais que foi amarrada e trancada em um banheiro. Depois que os bandidos fugiram, ela teria quebrado uma janela e pedido socorro.

Rio Claro é um município pacato, com pouco mais de 15 mil habitantes, localizado na Serra da Bocaina, divisa com São Paulo. O sítio do prefeito fica na Rodovia Saturnino Braga (RJ-155), que liga as cidades de Angra dos Reis e Barra Manda. Rio Claro é acessada por essa estrada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.