1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Preso homem acusado de matar a mulher após anunciar crime nas redes sociais

O Estado de S. Paulo

03 Junho 2014 | 13h 55

Juliana Moreira foi morta a facadas em Senador Camará, zona oeste do Rio. Segundo a polícia, Franque dos Santos confessou o crime

Atualizado às 14h40

RIO - Policiais civis da 33.ª DP, em Realengo, na zona oeste do Rio, prenderam no domingo, 1, um homem acusado de matar a mulher, com quem tem um filho, depois de suposta traição. De acordo com a polícia, o suspeito publicou uma ameaça em seu perfil no Facebook anunciando que ia cometer o crime.

Juliana Moreira, de 23 anos, foi assassinada a facadas em Senador Camará, na zona oeste. Franque dos Santos se entregou na Divisão de Homicídios (DH) no mesmo dia e confessou ter dado três facadas no pescoço da mulher, segundo a polícia.

No perfil atribuído ao autor do crime, foi postada a frase: "filho papai te ama mamãe trai pagou safada vai more hoje (sic)" (veja reprodução abaixo). De acordo com o portal G1, o suspeito teria confirmado na delegacia que postou a frase na rede social. Advogados do acusado não foram localizados pela reportagem.

Até as 14h30 desta terça-feira, 2, 137 pessoas haviam compartilhado a mensagem. A postagem causou revolta de conhecidos do casal. O corpo de Juliana foi localizado em casa por peritos da DH. O suspeito foi autuado sob acusação de homicídio.