Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

Procuradora-geral discute violência no Rio com grupo formado para investigar crimes federais

Segundo Raquel Dodge, um dos objetivos do encontro é operacionalizar investigações de tráfico de armas e de drogas

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2017 | 19h55

RIO – A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, reuniu-se nesta segunda-feira, 6, no Rio de Janeiro com os integrantes do grupo de trabalho criado em 25 de outubro para combater a violência no Estado.

Segundo Raquel, o objetivo do encontro foi operacionalizar o grupo, que vai investigar os crimes federais envolvidos na criminalidade do Rio, como tráfico de armas e drogas e lavagem de dinheiro. "Um dos objetivos é investigar como as armas chegam ao Estado do Rio", afirmou a procuradora-geral. "O foco são os crimes que competem à Justiça Federal. Se a investigação indicar que há conexão entre crimes de âmbito federal e estadual, estes também passam à competência federal", disse Raquel Dodge.

++Raquel reforça pedido de investigação sobre venda de decisões judiciais

A procuradora-geral teve outras duas reuniões nesta segunda-feira na capital fluminense: uma com os chefes da Procuradoria da República no Rio de Janeiro e outra com responsáveis pela Operação Lava Jato no Estado.

Na noite desta segunda-feira, ainda no Rio, Raquel Dodge participa da cerimônia de entrega do 6º Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos, concedido pela Associação de Magistrados do Estado do Rio (Amaerj).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.