Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Brasil

Brasil » Professor universitário é assassinado na Quinta da Boa Vista

Brasil

Reprodução/Facebook

Professor universitário é assassinado na Quinta da Boa Vista

Peruano residente no Rio havia 30 anos, Carlos Patricio Samanez, de 62, passeava com seu cachorro quando foi esfaqueado

0

Roberta Pennafort,
O Estado de S. Paulo

17 Fevereiro 2016 | 12h52

RIO - O professor universitário peruano Carlos Patricio Samanez, de 62 anos, foi morto quando passeava com seu cachorro na Quinta da Boa Vista, parque de São Cristóvão, na zona norte do Rio, na segunda-feira, 15. O corpo foi encontrado nesta terça-feira, 16, por policiais militares, em uma vala, com marcas de facadas, segundo informou nesta quarta-feira, 17, a Divisão de Homicídios da Polícia Civil, que investiga o crime. 

Samanez morava havia 30 anos no Rio e era professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). A família dele estava viajando, por isso seu sumiço não foi notificado antes à polícia. O corpo foi localizado por parentes já no Instituto Médico Legal (IML). O cachorro foi encontrado também nesta terça, na Quinta. Alunos lamentaram a morte no perfil de Samanez no Facebook. 

O peruano era professor assistente no Departamento de Engenharia Industrial da PUC desde 1985, com especialidade na área de Finanças e Análise de Investimentos. Havia estudado Engenharia em Lima, no Peru, e feito mestrado em Engenharia Industrial na PUC entre 1982 e 1984. Em 1993, tornou-se doutor em Finanças e Economia de Empresas pela Fundação Getulio Vargas de São Paulo.

Este é o segundo crime em que a vítima é morta a facadas no Rio nesta semana. Nesta quarta-feira, a turista argentina Laura Pâmela Viana, de 25 anos, foi esfaqueada na praia de Copacabana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.