Reprodução Google Maps
Reprodução Google Maps

Subcomandante de UPP é morto ao reagir a uma tentativa de roubo no Rio

Tenente Guilherme Lopes da Cruz havia recuperado a arma do militar Bruno Cazuca, morto nessa terça, num arrastão em Campo Grande

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

21 Fevereiro 2018 | 09h52

O subcomandante da Unidade Pacificadora (UPP) Vila Kennedy, zona oeste do Rio, foi morto na madrugada desta quarta-feira, 21, ao reagir a uma tentativa de roubo.

O 2º tenente Guilherme Lopes da Cruz, de 26 anos, estava em uma lanchonete, na Estrada do Gabinal, na Freguesia, em Jacarepaguá, quando foi abordado e baleado por criminosos.

De acordo Polícia Militar, apenas em 2018 já foram mortos 18 policiais.  A PM informou que antes do assassinato, o subcomandante estava na Delegacia de Homicídios, onde havia recuperado a arma do sargento do Exército, Bruno Albuquerque Cazuca, morto na manhã de terça-feira, 20, em um arrastão de bandidos em Campo Grande. 

+++ Forças Armadas participam de operação em presídio do Rio

Em nota, a PM lamentou a morte do subcomandante Lopes e informou que ele estava na corporação havia três anos.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.