Assine o Estadão
assine

Brasil

Ponte Rio-Niterói

Tiroteio deixa dois mortos e um ferido na Ponte Rio-Niterói

Troca de tiros ocorreu na altura da Praça do Pedágio; trânsito não foi interrompido

0

Constança Rezende,
O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2016 | 22h38
Atualizado 19 Janeiro 2016 | 10h12

RIO - Dois suspeitos morreram e um foragido foi preso durante um confronto com as Polícias Rodoviária Federal (PRF) e Civil por volta das 21h30 desta segunda-feira, 18, na Ponte Rio-Niterói, na região metropolitana do Rio. O confronto aconteceu na Praça do Pedágio, quando os suspeitos passavam de carro com drogas. O tiroteio assustou motoristas e passageiros que estavam na via expressa.

De acordo com a Polícia Civil, Suellen Gomes dos Santos, de 20 anos, e um homem, ainda não identificado, estavam no veículo e morreram. O foragido da Justiça era Marlon Esteves de Oliveira, de 24 anos. Conhecido como "Giban", ele ficou ferido e foi levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói. Esteves é apontado como gerente do tráfico no Morro do Sabão, em Niterói, e tem uma anotação criminal por homicídio.

O delegado Gláucio Paz, da 76° Delegacia de Polícia, em Niterói, explicou que a ação foi um desdobramento de uma investigação sobre o tráfico de drogas no município. Os policiais receberam a informação de que um carro transportava entorpecentes e fizeram o cerco na Praça do Pedágio, na Ponte Rio-Niterói. Ao serem abordados, os suspeitos reagiram e houve tiroteio. 

Com os bandidos, os agentes apreenderam seis tabletes de cocaína, escondidos embaixo do banco do carro em que estavam, e dois revólveres calibre 38.

Mais conteúdo sobre:

Comentários