1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Trabalhadores da CSN feridos em incêndio são transferidos para o Rio e estão estáveis

- Atualizado: 27 Março 2016 | 15h 27

Colaboradores foram transferidos para o Hospital Oeste D’Or, em Campo Grande, na zona oeste do Rio

RIO – Os quatro trabalhadores feridos nesta sexta-feira, 25, após um incêndio na fábrica da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda (RJ), estão estáveis, de acordo com informações da empresa. Eles foram transferidos para o Hospital Oeste D’Or, em Campo Grande, na zona oeste do Rio. O incêndio teve início por volta de 22h30 de sexta-feira, 25, e deixou quatro trabalhadores feridos.

Inicialmente, os feridos foram atendidos na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Vita, em Volta Redonda.

Os colaboradores Wanderlei dos Santos, Dênis da Silva, Aluenio Alves e Renan Martins foram visitados na manhã deste domingo, 27, por um médico da empresa. Segundo a CSN, eles respondem ao tratamento da forma adequada.

Incêndio ocorreu na unidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro

Incêndio ocorreu na unidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro

A companhia destacou em nota que estão “garantidos os cuidados específicos aos quadros clínicos de cada um deles” e seus familiares “estão recebendo toda a assistência necessária e serão transportados diariamente ao hospital”.

De acordo com a CSN, a apuração das causas do acidente ainda está em curso.

Histórico. Em nota, o sindicato lamentou o acidente e informou que o diretor Carlos Santana está acompanhando o caso de perto. De acordo com a CSN, as causas do acidente estão sendo apuradas. “A companhia está acompanhando os atendimentos prestados pelo hospital e aguarda boletim médico sobre o quadro clínico dos colaboradores”, diz a nota da CSN. 

Foi o quarto acidente ocorrido na Usina Presidente Vargas no período de um ano, segundo o sindicato. Desta vez, o problema ocorreu na área de zincagem da siderúrgica, onde as bobinas de aço são preparadas para uso por indústrias como automotiva e linha branca. “Na segunda-feira será formada uma comissão com a CSN, o sindicato e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) para investigar as causas do acidente”, disse o diretor do sindicato, Carlos Santana.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX