Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Tubulação se rompe, forma chafariz e alaga ao menos 15 casas no Rio

Pressão da água rompeu asfalto e formou jato com quase dez metros de altura

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

04 Janeiro 2017 | 18h56

Pelo menos quinze imóveis ficaram alagados depois que uma tubulação da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) estourou, às 11h20 desta quarta-feira, 4, na Estrada do Lameirão, em Santíssimo, na zona oeste do Rio. A pressão da água rompeu o asfalto e formou um jato com quase dez metros de altura. Ninguém se feriu, mas pelo menos quatro pessoas precisaram de atendimento médico por causa do susto que levaram com o rompimento da tubulação. Segundo os bombeiros, todos passam bem.

A água arrastou carros e invadiu casas da vizinhança. Dentro delas, derrubou móveis e eletrodomésticos. Funcionários da Cedae foram ao local para vistoriar as casas atingidas e fazer um levantamento dos prejuízos, mas até as 18h desta quarta, 4, o serviço não havia sido concluído. Simultaneamente, eram feitos reparos para reconstruir a tubulação e normalizar a distribuição de água. O abastecimento foi interrompido na região de Santíssimo, mas não chegou a ser afetado em outras regiões da cidade, segundo a Cedae.

Em nota, a companhia informou, no fim da tarde, que "técnicos realizaram no início desta tarde manobra para retirar a tubulação de carga e conter o vazamento. Agora, trabalham no serviço de reparo da tubulação. Equipe da segurança patrimonial está no local fazendo levantamento de eventuais prejuízos a bens atingidos."

Mais conteúdo sobre:
Cedae

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.