Dia das Mães

Estadão

13 de maio de 2012 | 11h49

Neste Dia das Mães, resgatamos algumas fotos de mães e filhos tiradas nas primeiras décadas do século 20.  Nos estúdios ou diante dos lambe-lambes, não poderia ser diferente: posar com os rebentos sempre foi praxe. Assim como levar o filho até o melhor estúdio que se podia pagar para que ele fosse fotografado. Os retratos serviam não só para guardar de recordação como também para presentear amigos e parentes, geralmente com simpáticas dedicatórias no verso. 

Para começar, aproveitamos para homenagear duas mulheres: Rosa Maria Garbin e Nerina Luciana Felicita Ugliengo. Rosa Maria nasceu em São Paulo em abril de 1950. A foto acima foi tirada poucos meses depois, em um estúdio no centro da cidade. Neta de italianos, ela tem quatro filhos – a autora deste blog é a mais velha.

Nerina também nasceu em família italiana, anos depois de seus pais migrarem para o Brasil. Na foto abaixo, é a garotinha da direita. No centro está sua mãe, Giuditta, e à esquerda sua irmã, Tica. Casada com Franco Gerodetti, Nerina morreu em 2011, aos 95 anos. Deixou 2 filhos – o autor deste blog é um deles -, 6 netos e 9 bisnetos, com os quais conviveu intensa e alegremente. Alegria e fé foram suas características principais.

 Nerina Gerodetti (à dir.), com sua mãe e sua irmã

A seguir, mais três belas imagens de mães e filhos. A primeira foi tirada por um lambe-lambe e as demais, em estúdio. Feita na Rua da Carioca, no Rio de Janeiro, a terceira traz uma inovação – ao contrário da maioria das imagens já publicadas neste blog, os retratados não aparecem de corpo inteiro, mas sim em uma pose mais aproximada. 

Quer saber mais sobre o mundo dos lambe-lambes? Clique aqui. Para informações sobre o universo dos antigos estúdios, este é o link.

Mais conteúdo sobre:

Dia das Mãesfilhosmães