Bisavós do Instagram

Estadão

12 Março 2012 | 19h06

Nunca foi tão fácil fotografar. Hoje basta pegar uma câmera – vale até a do celular –, mirar na imagem e pronto. Com um clique, está feita. Depois é imprimir e guardar. Sim, porque até revelação virou coisa do passado numa época em que se multiplicam aparelhos digitais, pequenos, levinhos e cheios de recursos. Quem preferir também pode mandar a foto para algum e-mail ou para o Instagram ou outra mídia social.

Mas já imaginou viver numa época em que pouquíssimas famílias tinham em casa máquinas fotográficas – sempre grandes e pesadas? E revelar uma imagem implicava conhecer processos químicos e técnicas de luz e sombra? Pois nesse tempo – entre o fim do século 19 e o começo do 20 –, duas figuras tornaram-se importantíssimas na vida de São Paulo e de outras cidades brasileiras: os fotógrafos de estúdio e os fotógrafos de rua.

Retrato de família tirado em estúdio no começo do século passado

Os primeiros atendiam em endereço fixo. Surgiram por aqui depois de 1860, ano em que a técnica de criar negativos sobre placas de vidro sensibilizadas por uma solução química chegou ao Brasil. Os segundos – geralmente conhecidos como lambe-lambes – faziam ponto em locais públicos e turísticos, escolhidos pelo movimento de pessoas e pela beleza da paisagem, ou circulavam por ruas e cidades, fazendo instantâneos de quem encontravam pelo caminho.

Casal posa com bebê diante da câmera; ao fundo, outro lambe-lambe

O trabalho desses dois grupos de profissionais e os milhares de documentos valiosos que deixaram sobre vestuário, costumes, cenário e estilo de vida são justamente o tema deste blog. A partir de hoje, vamos fazer um passeio por imagens capturadas em oito décadas – as três últimas do século 19 e as cinco primeiras do século 20 -, que mostram de recordações de viagem a cerimônias religiosas e festas de carnaval. As fotos deste post são apenas três exemplos. Para conferir os detalhes, é só parar o mouse em cima das imagens.

E você pode contribuir. Tem alguma foto desse período guardada em casa? Pode ser sua, de parente ou amigo. Basta nos enviar em formato jpeg para o e-mail blogalbumderetratos@gmail.com que ela poderá ser publicada no blog, com a devida identificação. Comentários e sugestões também são bem vindos. Espero que curtam este novo espaço e até o próximo post.

Crianças fotografadas em estúdio de Curitiba