20 anos de Deep Purple no Brasil

20 anos de Deep Purple no Brasil

Edmundo Leite

10 Outubro 2011 | 14h05

Joe Lynn Turner e Ritchie Blackmore no Ibirapuera em 1991

Um ano que começara com uma segunda edição do Rock in Rio,  veria o The Cult e ainda teria Bob Dylan não poderia ter sido melhor para os roqueiros brasileiros, se fartando após prolongado jejum de atrações internacionais.  Em agosto de 1991, a excitação era por causa do lendário Deep Purple, uma das principais bandas da história do rock pesado.  Nem mesmo a ausência do vocalista Ian Gillan, naquele turnê substituído por um tal Joe Lynn Turner, desanimou os fãs. Todos os demais integrantes de uma formação clássica estavam por aqui pela primeira vez: o baixista Roger Glover, o beterista Ian Paice, o tecladista Jon Lord e o sisudo e polêmico guitarrista Ritchie Blackmore.

Além da espera de mais de 20 anos, os fãs paulistanos ainda tiveram que amargar um atraso de 2h30 para o início da primeira apresentação no Ginásio do Ibirapuera, então o principal palco para grandes shows em São Paulo. A banda também faria mais apresentações no Olympia, casa de shows que também fez época na capital paulista.

O sucesso daquela primeira turnê fez com que o Deep Purple retornasse várias  vezes ao Brasil nos próximos anos com diferentes formações, como a que toca nesta noite em São Paulo.

O Estado de S.Paulo – 20/8/1991

Jornal da Tarde – 20/8/1991

Ritchie Blackmore e o baterista Ian Paice

   O
O baixista Roger Glover com Turner e Paice

Pesquisa e texto: Rose Saconi e Edmundo Leite

Siga o Arquivo Estadão: Twitter@arquivo_estadao e Facebook/arquivoestadao