Há 45 anos ditadura extinguia partidos e criava a Arena

Há 45 anos ditadura extinguia partidos e criava a Arena

rosesaconi

04 Abril 2011 | 08h00

Há 45 anos

“A missão reservada ao partido que hoje inicia suas atividades é criar no país condições morais, econômicas, jurídicas e sociais capazes de proporcionar e garantir uma verdadeira democracia”,  senador Daniel Krieger, primeiro presidente da Arena.

A Aliança Renovadora Nacional (Arena) foi formalmente constituída no dia 4 de abril de 1966. Foram extintos os 13 partidos políticos  existentes no país, e implantado o bipartidarismo com a Arena, chamada popularmente de ‘situação’ e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), a ‘oposição’.

No final da solenidade, o então ministro da guerra, general Costa e Silva, efetivou sua inscrição para ser o representante da Arena na disputa eleitoral ao cargo de presidente da República.

A Arena foi transformada em partido político definitivo em março de 1967, com resolução do Tribunal Superior Eleitoral.

13 anos depois o Estado noticia o fim da legenda


Em 20 de dezembro de 1979 o presidente João Figueiredo sancionou a lei de reforma partidária extinguindo a Arena e o MDB.

Tratamento de Imagens: José Brito

Siga o Arquivo Estadão: Twitter@arquivo_estadao e Facebook/arquivoestadao

Mais conteúdo sobre:

1966ArenaDaniel KriegerFigueiredoMDB