Grandes nomes da música brasileira fazem parte do evento

Grandes nomes da música brasileira fazem parte do evento

Edmundo Leite

23 de maio de 2012 | 23h29

Maria Fernanda Rodrigues e João Luiz Sampaio

A cerimônia de lançamento do acervo estado contou com uma breve viagem musical pelo século 20. Ná Ozetti interpretou “Dizem que voltei americanizada”, acompanhada por Arthur Nestrovski, evocando a cantora Carmen Miranda.

Em seguida, a Bossa Nova foi lembrada em uma versão estilizada de “Chega de Saudade”, interpretada por Ana Cañas.

Jair Rodrigues emocionou a plateia com “Disparada”, grande sucesso de sua carreira, e Dinho Ouro Preto, com “Que pais é esse?”, lembrou o rock de protesto dos anos 80.

Gilberto Gil encerrou a noite com “Pela Internet”. “Escolhi a música por conta do gesto do Estado de disponibilizar seu acervo, que tem dimensão histórica para o país”, disse Gil.

“Se há um papel fundamental da imprensa na história do País, o Estado teve nele uma atuação marcante”. O artista completa 70 anos no dia 26 de junho. “Não sou muito de celebrar, de festa, prefiro participar da festa dos outros.”

Tendências: