Há 65 anos, incêndio na Estação da Luz, marco da paisagem paulistana

Há 65 anos, incêndio na Estação da Luz, marco da paisagem paulistana

rosesaconi

06 Novembro 2011 | 09h19

6 de novembro de 1946

A Estação da Luz, um marco paulistano à moda inglesa, foi parcialmente destruída por um incêndio no dia 6 de novembro de 1946. O fogo atingiu boa parte da estação e deixou vulnerável sua torre, uma réplica da torre da abadia londrina de Westminster.

Inaugurada oficialmente em 1º de março de 1901, a Estação da Luz nasceu dos projetos de expansão da empresa inglesa São Paulo Railway Company, que desde 1879 pretendia aumentar o potencial de escoamento do café e da produção agrícola da região de Jundiaí para Santos. As plantas da construção, o madeiramento, os tijolos e até os parafusos foram trazidos da Inglaterra.

No chão, o grande lustre do saguão atingido pelo fogo. Foto: Arquivo/AE

O incêndio aconteceu dois dias antes da estação ser incorporada pelo governo federal. Na época os laudos apontaram como tendo sido provocado.

O teto desabado. Foto: Arquivo/AE

Depois do incêndio, o prédio passou por uma reforma e uma ampliação. Em 1982 a Estação da Luz foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat). E em setembro de 1995 foi tombada pelo Patrimônio Público.

Pesquisa e Texto: Rose Saconi
Tratamento de Imagens:
César Augusto Franciolli

Siga o Arquivo Estadão: Twitter@arquivo_estadao e Facebook/arquivoestadao