Lembranças de outros Oscars

Lembranças de outros Oscars

Edmundo Leite

28 de fevereiro de 2011 | 00h22

Mesmo não sendo uma produção totalmente brasileira, “Lixo Extraordinário” era a esperança do Brasil voltar a  ganhar uma estatueta na principal premiação do cinema. Não deu. O prêmio de melhor documentário foi para “Inside Job”.

As duas vezes em que o Brasil chegou lá foram em coproduções. A última em 1985,  com o prêmio de melhor ator para William Hurt em “O Beijo da Mulher Aranha”, de Hector Babenco.

O primeiro prêmio brasileiro foi em 1960, com “Orfeu do Carnaval”, produção franco-brasileira levando como “melhor filme estrangeiro”.  Veja  essa e outras hostórias do Oscar nas páginas do Estadão:

(clique nas imagens para ver as páginas)

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#

#
Pesquisa: Rose Saconi e Lizbeth Batista
Produção de imagens: José Brito e César Augusto Franciolli

Mais conteúdo sobre:

CinemaOrfeu do CarnavalOscar