Marin, bom de rebote

Marin, bom de rebote

blogs

13 Março 2012 | 12h44

Paulo Maluf passa o cargo de governador para José Maria Marin em 1982. Foto Sidney/AE

José Maria Marin foi jogador de futebol. Atuou como ponta-direita no São Paulo, São Bento, Marília e Jabaquara. Não se tem relatos precisos sobre suas características em campo. Mas na política, utilizando o linguajar do futebol, ele pode ser considerado um ótimo oportunista. Boa presença na área e aproveitamento de 100% dos rebotes. Politicamente joga também na mesma posição, “faço questão de ficar na extrema-direita”, declarou em 1979.

O Estado de S. Paulo – 25/05/1986

O Estado de S. Paulo –  14/1/1953

Marin no quadro de artilheiros de 1953, 1 gol

Todas as vezes que a bola é rebatida, ele emplaca. Foi assim em 1982 quando o governador biônico Paulo Maluf se descompatibilizou do cargo e deixou para ele o governo. A jogada se repete com a saída de Ricardo Teixeira da CBF.

Marin bate bola na reabertura da rua das Palmeiras. Foto: Reginaldo Manente/AE

Na frente da CBF Marin viverá o mesmo dilema quando assumiu o governo de São Paulo: colocar sua personalidade na administração ou fazer o jogo do antecessor.

O Estado de S. Paulo 11/7/1982

Atualizado em 27/5/2015

Pesquisa e texto: Carlos Eduardo Entini
Siga o Arquivo Estadão: twitter@estadaoarquivo e facebook/arquivoestadao