Ministro Paulo Bernardo pesquisa no ‘Acervo’ e localiza notícia de quando foi preso, em 1975

Edmundo Leite

23 de maio de 2012 | 20h58

Cley Scholz

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, ao chegar no evento, realizou uma pesquisa no Acervo do Estadão com o seu nome e localizou sua primeira aparição nas páginas do jornal, em 1975, quando foi preso em Brasíia.

Bernardo contou que estava em uma missa em solidariedade ao jornalista Vladimir Herzog, morto na época da Ditadura. Ele e outros estudantes ficaram 28 horas detidos. O ministro disse que gostou do acervo e que vai usar mais vezes para localizar outros assuntos.