O freguês tem razão

O freguês tem razão

rosesaconi

11 Março 2011 | 08h15

Há 20 anos

O Código de Defesa do Consumidor do Consumidor, que começou a vigorar no dia 11 de março de 1991, transformou o brasileiro em um cidadão de verdade, consciente de seus direitos e deveres.

Rara unanimidade no governo Collor, o código foi aprovado por mais de 90% da população. Apesar de ter sofrido vetos do governo, o Código foi considerado um dos mais avançados do mundo.

Saldo positivo. A lei do consumidor revitalizou as relações das empresas com seus clientes.  Acabou com a publicidade enganosa e os contratos confusos destinados a iludir consumidores de supermercados, seguradoras e consórcios.  Pequenas alterações em embalagens, mediante a inclusão do prazo de validade dos produtos e de algumas informações técnicas, não só melhoraram a imagem das empresas perante os consumidores nacionais, como também permitiram a muitas delas conquistar o mercado externo.

Mais conteúdo sobre:

1991Código de Defesa do Consumidor