O Titanic que vive até hoje

O Titanic que vive até hoje

Lizbeth Batista

16 Abril 2012 | 09h02

 

A Mão do Destino

Dudle Tennat/ The Graphic London News, 1912

Novos pedaços do complicado quebra cabeças que tentam remontar os momentos finais do Titanic surgem de todas as partes. Mas muitos dos motivos da tragédia ainda permanecem desconhecidos.

Nesse processo, as expedições submarinas que exploram os restos do naufrágio são determinantes para desvendar quais foram os danos causados pelo iceberg e como a estrutura do navio reagiu à invasão da água e à enorme pressão que o puxava para o fundo

A investigação de documentos da época e o intenso trabalho de recuperação da história oral tem suma importância também. Eles reúnem desde relatos e diários de sobreviventes como o de seus parentes. Foi assim que passamos a conhecer segredos mantidos por oficiais do navio em seus testemunhos nas comissões de inquéritos.

O mistério em torno daquela desventurada noite faz parte do fascínio exercido pela história do Titanic. A mais famosa tragédia marítima excita o imaginário coletivo há décadas.

O filme Titanic, de 1997, superpremiado e detentor de recordes de bilheteria, foi relançado em versão 3D esta semana, na data do centenário do naufrágio. Esta obra, juntamente a milhares de publicações  e dezenas de documentários,  são grande prova da atração que sua história exerce até hoje.

Foram só  três dias após o acidente, com a chegada dos sobreviventes em Nova York, que o público pôde conhecer um pouco mais sobre o desastre.

Os 710 sobreviventes trazidos pelo transatlântico RMS Carpathia  relataram à imprensa os tenebrosos momentos vividos no gelado mar do Atlântico Norte.

Com base nesses relatos, diferentes artistas tentaram recriar o dantesco naufrágio.

Leia mais:

# O choque entre dois gigantes

# Ameaça submersa

#O titã dos mares

# O palácio que viajava sobre as águas

# Há um século, Titanic iniciava sua trágica história

# Há cem anos, Titanic era lançado ao mar

Leia tudo aqui:

# Titanic ArquivoEstado

 

Pesquisa e Texto: Lizbeth Batista,  Carlos Eduardo Entini e Rose Saconi
Reprodução de imagens: José Brito
Siga o Arquivo Estadão: twitter@estadaoarquivo | facebook/arquivoestadao | Instagram

Mais conteúdo sobre:

1912NaufrágioTitanic