Queríamos mais Amy, ela disse “No, no, no”

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Queríamos mais Amy, ela disse “No, no, no”

Lizbeth Batista

23 de julho de 2011 | 18h16

 

 A cantora Amy Winehouse foi encontrada morta, neste sábado, 23, em Londres.

Amy apareceu pela primeira nas páginas do Estado em 2007. A matéria a descrevia como uma artista de “perfil intrépido e não fabricado”.

Na época, com apenas 23 anos de idade,  um single de sucesso, Rehab, e seu álbum, Back to Black (2006) , sendo considerado “o melhor álbum  de soul music em anos” ,  a cantora teve sua voz comparada a grandes nomes da Soul Music como Etta James, Macy Gray, Sara Vaughan. Era exaltada como uma intérprete capaz de “extrair substâncias revigorantes de velhas fórmulas, como que reatando o elo perdido para um estágio posterior”.

 

 

 

    

Amy no Brasil 2011

Em janeiro deste ano, a cantora causou frisson na sua passagem pelo Brasil.

Todos estavam atentos a cada movimento e deslize.

               

               

Fãs puderam conferir seus shows em Florianópolis, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo.

Mas, nos palcos Amy não empolgou.

  

Pesquisa  e texto: Lizbeth Batista

Tudo o que sabemos sobre:

Amy WinehousefalecimentoSoul Music

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: