As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bar do centro de SP volta a ocupar calçada com mesas e tira a tranquilidade de moradores

Subprefeitura Sé informa que realiza constantemente fiscalização com o objetivo de coibir esse tipo de prática de uso irregular por estabelecimentos; o local citado, inclusive, já foi autuado por esse motivo

Renata Okumura

22 de dezembro de 2019 | 15h16

SÃO PAULO – Uma lanchonete localizada na rua Dona Maria Paula com a rua Genebra, na Bela Vista, região central da cidade, voltou a tirar a tranquilidade de moradores do bairro. O local já foi autuado anteriormente pela mesma infração.

“O dono coloca mesas e cadeiras na calçada e organiza churrasco com música ao vivo. Coloca a churrasqueira debaixo de árvores. Imagina como fica o entorno, com esse clima seco”, relatou morador que prefere manter o anonimato.

Bar fica na esquina da Rua Dona Maria Paula com a Rua Genebra Foto: Renata Okumura

Moradores cobram punição efetiva aos donos dos estabelecimentos que não respeitam a vizinhança.

A Subprefeitura Sé informa que realiza constantemente fiscalização com o objetivo de coibir esse tipo de prática de uso irregular de calçada por estabelecimentos. O local, inclusive, já foi autuado por esse motivo, por meio da Lei Nº 13.478/02.

“O estabelecimento possui licença de funcionamento e consta em análise um pedido para o Termo de Permissão de Uso (TPU) de mesas e cadeiras. Portanto, não há autorização para o uso do passeio público. O local será novamente vistoriado e, caso seja constatada a ocupação do passeio público, o estabelecimento será autuado, e o material será apreendido”, destacou a nota.

“Como se não bastasse, do lado oposto da rua Maria Paula, 186, abriu um hortifruti, entre um estacionamento e a Procuradoria Geral do Estado. E tenho observado, desde a inauguração, que o poste de luz, no meio da rua, tem servido de lixeira mesmo em dias em que não há coleta pública. Sempre tem caixas de frutas e embalagens de ovos”, reforçou o morador.

Ha ainda quem defende a punição aos comerciantes e moradores que descartam lixo irregularmente. “Há muito lixo espalhando por diversas ruas e calçadas da cidade, principalmente embalagem plástica. A população deveria ter mais consciência sobre os transtornos que essa atitude pode causar futuramente ao meio ambiente”, afirmou a estudante Simone dos Santos.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Tendências: