Bares com música alta tiram sossego de moradores das zonas oeste e leste
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bares com música alta tiram sossego de moradores das zonas oeste e leste

Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais promete fiscalizar os locais citados pela reportagem

Renata Okumura

11 Agosto 2017 | 17h27

SÃO PAULO – Moradores da Rua Doutor Renato Paes de Barros, no Itaim Bibi, na zona oeste, reclamam que o bar The Juniper 44° – Drinks House, localizado no número 115, ainda desrespeita a lei do silêncio. Segundo morador, que preferiu não se identificar, a música alta pode ser ouvida de seu apartamento.

Vista do bar à noite (Foto: Morador da região)

“É um desrespeito com os moradores da região. E é impossível transitar pela calçada nas proximidades do bar”, reclamou ele.

Confira o vídeo a seguir:

Na época, o bar The Juniper 44° informou que o estabelecimento estava de acordo com a normativa vigente para o segmento de atuação. “Iniciamos nossas atividades às 17 horas. O atendimento externo vai até 1 hora da manhã todos os dias, em acordo com a legislação vigente. Os clientes são convidados a entrar e toda a atividade externa é encerrada”, reforçou a nota. Procurado novamente, o estabelecimento não se pronunciou.

Vista durante o dia do bar (Foto: Renata Okumura)

Moradores do Jardim Marilú, na zona leste, também estão incomodados com o barulho excessivo provocado por dois bares localizados na Rua Emílio Retrosi, números 168 e 182.

“O bar se chama ‘Toninha Saborear’ e costuma abrir por volta do meio-dia e não tem horário para fechar. Às vezes, inclusive virando a madrugada. O outro se chama ‘Adriana Bar’, porém nunca virou a noite”, explicou um morador que não quis se identificar, por medo de represália.

O morador acrescenta que um dos bares possui uma máquina de som e todos os dias da semana, o volume extremamente alto perturba os vizinhos da região. “Já houve contato com a prefeitura e polícia referente ao problema e nada foi feito a respeito. O outro bar não tem máquina de som, mas os clientes costumam ficar gritando e fazendo algazarra”, disse ele.

A Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais, por meio do Programa de Silêncio Urbano (PSIU), informa que os locais citados serão fiscalizados e, se necessário, os proprietários serão autuados.

Região Metropolitana de São Paulo. Em Osasco, moradores estão incomodados com o alto som que vem de dois bares localizados nas proximidades da Rua Treze de Setembro, no bairro Jardim Bussocaba. “Eles não respeitam a lei do silencio e vão até às quatro da manhã. Muitas vezes, tem som ao vivo e se os vizinhos reclamam são ameaçados”, destacou o morador Claudemir, que preferiu não dar o sobrenome.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

Música AltaBarulhoDesrespeitoBares