Carros abandonados se tornam abrigos para viciados e provocam acúmulo de água e lixo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Carros abandonados se tornam abrigos para viciados e provocam acúmulo de água e lixo

Na Rua Gomes Cardim, na altura do número 600, na região do Brás, há pelo menos seis veículos abandonados

Renata Okumura

04 Maio 2017 | 18h21

SÃO PAULO – Moradores da Rua Gomes Cardim, no Brás, região central da capital paulista, reclamam do excesso de veículos abandonados existentes na via. Embaixo de alguns carros já começa a nascer até mato.

Veículos abandonas na Rua Gomes Cardim, no Brás (Foto: Renata Okumura)

A reportagem da ‘Blitz Estadão’ flagrou ao menos seis carros abandonados, alguns com placas e outros sem. Vidros quebrados, pneus retirados, carcaças e muito lixo acumulado dentro deles e nos arredores.

Sujeira dentro de veículo abandonado (Foto: Renata Okumura)

A auxiliar de consultório Suellen dos Reis, de 23 anos, relata que um dos veículos foi abandonado por um morador da região que se mudou há algum tempo e as multas ainda chegam ao condomínio. “O Fiat era de um morador. Agora está abandonado. Crianças quebram os vidros. Usuários de drogas se alojam dentro dos carros. Há mato e muita sujeira”, reclamou.

Desde pequena, Joyce dos Reis, filha de Suellen, de 8 anos, já entende que os veículos abandonados geram transtornos à vizinhança e denuncia os próprios moradores. “Tem uma vizinha que joga madeira dentro dos carros”, disse.

Moradora Mari Fernandes com sua cachorra Íris em frente a um dos carros abandonados (Foto: Renata Okumura)

Em dias de chuva, o cenário é ainda mais preocupante. A moradora Mari Fernandes, de 55 anos, costuma passear na rua com a sua Pit Bull, Irís, e reforça que a situação se agravou nos últimos meses. “Muita sujeira e risco de doenças, já que quando chove, a gente observa que a água se acumula dentro dos veículos. A rua é sem saída, acho que isso influencia para que deixem carros abandonados”, destacou.

A Prefeitura Regional Moóca informa que não há denúncias dos veículos mencionados. A equipe de remoção irá ao local nesta sexta-feira, 5, e, se houver placas, os veículos receberão uma notificação, por meio de um adesivo, solicitando ao proprietário ou responsável a remoção. “Caso não seja feito em até cinco dias, a regional iniciará os procedimentos legais e administrativos para a remoção. Caso não haja placa, a retirada dos veículos será realizada imediatamente”, reforça a nota.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o e-mail blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

abandonadoscarrosruabrás