Moradores afirmam que terreno da Transpetro está abandonado
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores afirmam que terreno da Transpetro está abandonado

População cobra serviço de manutenção e possibilidade de uso social do espaço

Renata Okumura

04 Agosto 2017 | 20h48

SÃO PAULO – Um terreno da Transpetro localizado na Rua Terra Brasileira, na altura do número 22, no bairro Cidade AE Carvalho, na zona leste de São Paulo, está completamente abandonado, segundo relato de moradores. No local, a reportagem constatou a presença de mato alto e também de muito entulho. Restos de comida e de bebidas que atraem, inclusive, a presença de muitos pombos, além do cheiro ruim que predomina nas proximidades.

Lixo e matagal em terreno da Transpetro incomodam moradores da região (Foto: Renata Okumura)

Moradores ressaltam que muitos estudantes aproveitam que o espaço está abandonado para consumir drogas e bebidas alcoólicas. “A área hoje está sujeita ao risco de assalto e ao uso de drogas porque está totalmente abandonada. Não tem serviço de limpeza”, reforçou o morador Carlos José Alves.

A população do bairro questiona se seria possível usar o terreno onde está localizada a Faixa de Dutos. “Construir uma área para atividades de lazer com total segurança. Criar uma horta comunitária”, defendeu o morador Olavo.

Lixo descartado em área da Transpetro (Foto: Renata Okumura)

Os dutos enterrados estão localizados em uma área denominada como faixa de domínio de dutos. A inspeção no local é necessária para evitar acidentes causados por impactos ambientais. A Petrobras Transporte S.A. – Transpetro é uma processadora brasileira de gás natural.

Matagal toma conta de terreno da Transpetro na zona leste de SP (Foto: Renata Okumura)

Questionada, a Transpetro apenas informou que para garantir a segurança das pessoas, do meio ambiente e das suas instalações realiza serviços de limpeza, manutenção e inspeções periódicas no local e mantém sinalizadas as faixas de dutos sob responsabilidade da companhia.

“A Transpetro possui um programa de relacionamento com a comunidade que tem o objetivo de esclarecer sobre a preservação e a segurança das áreas próximas aos dutos”, finalizou a nota.

Procurada, a Prefeitura Municipal de São Paulo reforçou que em caso de área particular, o proprietário é notificado pelo descaso com o terreno.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

TranspetroTerreno AbandonadoCuidados