Moradores cobram inspeção de árvores com risco de queda em SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores cobram inspeção de árvores com risco de queda em SP

Munícipes temem acidentes que podem ocorrer em razão das fortes chuvas que atingem a cidade

Renata Okumura

12 de março de 2019 | 16h58

SÃO PAULO – As fortes chuvas que atingiram a capital paulista e a região metropolitana de São Paulo na segunda-feira, 11, deixaram 13 mortes. Nos últimos meses, foram muitos registros de desabamentos de casas, deslizamentos de terra, enchente, alagamentos de vias e também queda de árvores.

Somente entre os dias 25 e 26 de fevereiro, 665 árvores caíram na cidade de São Paulo. No dia 7 de março, a queda de uma árvore na Brasilândia, na zona norte, deixou três pessoas feridas. Uma delas teve parada cardíaca e foi encaminhada ao PS Cachoeirinha. Duas foram socorridas por moradores antes da chegada dos Bombeiros.

Desde 17 de dezembro do ano passado, o morador Sérgio Pugliesi também cobra inspeção de uma árvore na calçada da Rua Antônio José de Almeida, na altura do número 68, na Granja Julieta, em Santo Amaro, na zona sul.

“Já abri dois protocolos em dezembro e em janeiro. A situação inclusive ameaça a fiação da rede elétrica. A situação piora a cada dia que chove”, destacou ele.

A Subprefeitura Santo Amaro informa que a árvore mencionada já foi vistoriada e foi constatada necessidade de remoção. O serviço será executado até o fim desta semana.

Em 2018, somente na região de Santo Amaro, 2.946 árvores foram podadas e outras 775 removidas, de acordo com a subprefeitura.

Árvore com risco de queda Foto: Leitor Sérgio Pugliesi

Quem também cita uma situação de risco é a moradora Lourdes Ruiz. Segundo ela, desde julho do ano passado, já foram abertos vários pedidos pelo 156, mas até agora o risco permanece na Rua Wilson Carlos Rodrigues, na Lapa, na zona oeste.

“Depois de vários protocolos abertos e não atendidos, tive a informação que tinham expirado. No dia 9 de janeiro, fui a Subprefeitura da Lapa e eles me orientaram a fazer uma carta de próprio punho endereçada ao subprefeito. Foi o que eu fiz. Entrei em contato novamente e somente disseram que o engenheiro está analisando o caso. Já tive prejuízos até com a cerca elétrica, mas há risco de acidentes”, alertou a moradora.

A Subprefeitura Lapa informa que os serviços de poda das árvores foram realizadas, não tendo mais situação de risco, nem interferência com a cerca elétrica.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9 7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

ÁrvoresQuedachuvasBlitz Estadão