As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores cobram poda de árvores na cidade de São Paulo

Algumas queixas de moradores demoram um ano para serem atendidas; risco de acidentes é uma das principais preocupações

Renata Okumura

25 de abril de 2019 | 17h06

SÃO PAULO – Em abril de 2018, o morador Fábio Marcondes solicitou à prefeitura o serviço de manutenção de uma árvore que estava prestas a cair no Jardim São Paulo, na zona norte da cidade. Segundo ele, a vegetação estava cheia de cupins. Marcondes reforça ainda que fios de alta tensão passam pelos galhos da árvore.

“Os galhos secos também correm o risco de cair e ferir pessoas, além de danificar veículos. A árvore é de grande porte. Em setembro do ano passado, vários galhos caíram com a forte chuva e a Defesa Civil veio até o local”, disse o munícipe.

A Subprefeitura Santana/Tucuruvi informa que foi encaminhado à Enel Distribuição São Paulo o ofício e estão no aguardo de apoio operacional para que a remoção seja realizada.

Quem também solicita a poda de árvores é a moradora Lourdes Ruiz. Desde julho do ano passado, ela entra em contato com a subprefeitura da Lapa, na zona oeste.

“Em outubro, disseram que a demanda estava sendo analisada. Em dezembro, o pedido expirou. Já escrevi carta de próprio punho para o subprefeito. Solicito a poda da árvore, por causa da interferência na cerca elétrica”, disse Ruiz.

A Subprefeitura Lapa informa que os serviços de poda das árvores foram realizadas, não tendo mais situação de risco, nem interferência com a cerca elétrica.

Veja também: Não apenas em razão da chuva, mas a falta de conservação das árvores da capital paulista tem provocado, cada vez, mais transtornos à população. Além do risco de queda, há receio pela proximidade com os fios de eletricidade.

Moradores cobram serviço de conservação. Foto: Morador Guilherme Daffre

Na Rua Artur Dias, no Jardim Saúde, na zona sul, existem três árvores, na mesma quadra, de grande porte que estão com risco de queda, afirmam moradores da região. A queixa é do morador Guilherme Daffre.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

Blitz EstadãoÁrvoresQueda