Moradores criticam poda irregular de árvores no centro de SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores criticam poda irregular de árvores no centro de SP

Nas zonas norte e sul da cidade, munícipes relatam risco de queda por falta de conservação

Renata Okumura

17 de maio de 2019 | 16h59

Rua Dona Veridiana. Foto: morador Marcos Zeitoune

SÃO PAULO – Somente o tronco. É desta forma que se encontram muitas árvores na região central da capital paulista. Moradores afirmam que o serviço de poda inclui a retirada de todos os galhos e folhas. Em algumas situações, até o corte do tronco.

“Chamam isso de poda, mas é um retrato do assassinato das árvores. É preciso manutenção, mas não acabar com elas. Na região da Santa Cecília, estão arrancando até mesmo árvores inteiras. Ficam somente os ‘tocos’ e ‘troncos’ que logo são usados como depósito de lixo. O mais grave é que são árvores que não apresentam risco de queda”, lamentou o morador Marcos Zeitoune.

Ele cita que a situação pode ser vista nas Ruas Dona Veridiana, Martinico Prado e Jaguaribe. “Desrespeito com a natureza e moradores da região”, disse Zeitoune.

Poda irregular. Foto: morador Marcos Zeitoune

A Subprefeitura Sé realizará uma vistoria na Rua Dona Veridiana para apurar a situação das árvores mencionadas, caso sejam constatadas irregularidades, as providências serão tomadas.

Enquanto na Santa Cecília, a denúncia é de poda irregular, nas zonas sul e norte da cidade, moradores solicitam serviço de manutenção de árvores com risco de queda.

Há meses, morador da Rua Nova Cidade, na Vila Olímpia, na zona sul, pede vistoria na região.

“Quando cair, e pelo estado visível já era para ter caído, além da possibilidade de acidentes com vítimas, vai acarretar problemas na rede elétrica do bairro e na circulação de veículos e pedestres”, alertou morador que preferiu não se identificar.

A Subprefeitura Pinheiros está realizando atualmente serviços de zeladoria na região e incluirá até a próxima segunda-feira, 20, o serviço da Rua Nova Cidade.

Na Rua Parque Domingos Luís, no Tucuruvi, na zona norte, o morador Fábio Marcondes Rocha cita que há risco de queda de árvores na altura do número 400.

Quando chove muito, o morador afirma que galhos da árvore também caem em cima da fiação elétrica e garagens de residências.

“A árvore de grande porte foi infectada por cupins e tem muitos galhos secos. Pode cair, machucar pessoas e danificar veículos ou casas. Sempre que chove, temos prejuízos, seja na falta de energia, quanto na queda de galhos em cima de garagens de residências”, disse Rocha.

Em 2018, a Prefeitura de São Paulo podou 89.668 árvores e realizou a retirada de 11.671.

A prefeitura lembra que disponibiliza a Central SP156 e praças de atendimento das subprefeituras para queixas, informações e solicitações de serviços como o de poda e retirada de árvores.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Tudo o que sabemos sobre:

ÁrvorespodaIrregular

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: