Moradores do centro e da zona sul reclamam de poluição sonora
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores do centro e da zona sul reclamam de poluição sonora

Barulho de marcenaria à noite e aos fins de semana tira a tranquilidade da vizinhança; no centro, bar coloca mesas e cadeiras na calçada e faz eventos com música ao vivo

Renata Okumura

07 Fevereiro 2019 | 17h04

SÃO PAULO – Não é de hoje que moradores da capital paulista reclamam de excesso de barulho provocado por estabelecimentos comerciais. Depois de exaustiva semana de trabalho, muitos só querem tranquilidade no fim de semana.

“Minha reclamação é contra uma marcenaria que fica aqui na Rua Santa Josefina, no bairro Cidade Domitila, região estritamente residencial da zona sul, e essa marcenaria inferniza a vida dos vizinhos com barulhos de serra, inclusive à noite e fins de semana”, disse morador que prefere não se identificar.

Ele reforça que já fez uma reclamação à subprefeitura da região, mas até agora o problema persiste.

Em nota ao Blog Blitz Estadão, a Subprefeitura Jabaquara informa que o estabelecimento foi autuado por não possuir licença de funcionamento. O proprietário tem até 90 dias para apresentar a licença, e, caso contrário, as atividades serão encerradas.

Bar fica na esquina da Rua Dona Maria Paula com a Rua Genebra Foto: Renata Okumura

No centro da capital paulista, moradora se queixa de desrespeito recorrente. Uma lanchonete localizada na Rua Dona Maria Paula com a Rua Genebra, na Bela Vista, coloca mesas e cadeiras na calçada e, mesmo sem a infraestrutura adequada, realiza eventos com churrasco e música ao vivo.

“Vi de 15 a 20 mesas na calçada, além de churrasco e música ao vivo. Como se a via fosse propriedade deles. Além disso, a fumaça da churrasqueira esquenta e prejudica as poucas árvores próximas. Achei desrespeito. Quando o bar fechou, o local ficou uma imundície. Toda noite tem música ao vivo, como se as pessoas da vizinhança não trabalhassem e nem precisassem dormir”, reclamou moradora do bairro que não quis se identificar.

A Subprefeitura Sé realizará nova vistoria no local. Caso não atendidas as orientações e estando o estabelecimento em funcionamento, poderá ser aplicada as sanções legais cabíveis, como multas e possibilidade de interdição da atividade.

LEIA TAMBÉM

Moradores da Rua Doutor Renato Paes de Barros, no Itaim Bibi, na zona oeste, reclamaram que o bar The Juniper 44° – Drinks House, localizado no número 115,  desrespeita a lei do silêncio. Segundo morador, que preferiu não se identificar, a música alta podia ser ouvida de seu apartamento.

Vista do bar à noite Foto Renata Okumura

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

Blitz EstadãoBarulho