Moradores reclamam de barulho provocado por bares irregulares na zona sul de SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores reclamam de barulho provocado por bares irregulares na zona sul de SP

Prefeitura Regional Campo Limpo informa que os locais citados já foram notificados a fecharem as portas

Renata Okumura

06 Junho 2018 | 15h25

SÃO PAULO – Dois bares localizados na Rua Augusto de Moraes, no Jardim Helga, na zona sul da capital paulista, estão tirando a tranquilidade de quem mora na região. Além de irregulares, os estabelecimentos ficam abertos a madrugada toda, onde a música alta e o consumo de drogas acabam predominando.

A população acrescenta que já reclamou à prefeitura, mas a situação ainda não foi resolvida.

Rua Augusto de Moraes Foto: Google Street View

“Esses bares funcionam diariamente até o amanhecer. Por causa disso, a rua se transforma em um grande pancadão ao ar livre, com grande aglomeração de pessoas, entre elas crianças e adolescentes. Pior de tudo é que sobra para os moradores a limpeza de suas calçadas onde você encontra de tudo, de preservativos até ‘pinos’ de cocaína, reclamou o morador Vagner Oliveira.

+++ Queixas por barulho em SP envolvem ‘pancadão’ e até comércios locais

Moradores também relatam que os frequentadores ocupam praticamente toda a rua e inibem a chegada de moradores. “O barulho é muito alta, além disso, não tenho tranquilidade para entrar na garagem. Muitos jovens demonstram irritação quando pedimos para passar, mesmo morando no bairro”, reforçou uma moradora que preferiu não se identificar.

+++ Música alta tira sossego de moradores da zona sul

Oliveira concorda: “É impossível passar pela rua em razão da quantidade de pessoas e à intimidação feita aos moradores. Desrespeito total. Minha mãe é diabética e cardíaca e não pode passar nervoso, porém o barulho é ensurdecedor.”

A Prefeitura Regional Campo Limpo informa que os bares citados já foram notificados a fecharem as portas e, após nova vistoria realizada nesta semana, verificou-se que continuavam abertos, em desrespeito às autuações.

“A partir do fato constatado, serão tomadas providências cabíveis para efetuar o fechamento definitivo desses estabelecimentos”, destacou a nota.

Rua Adolfo Lazzari Foto: Renata Okumura

Na zona norte, na Rua Adolfo  Lazzari, na altura do número 177, carros estacionados em frente a uma oficina tiram a tranquilidade de moradores. “Tem ‘pancadão’ todos os dias. Som alto perturba o tempo todo. Não há respeito”, reclamou o morador Ricardo Ferreira.

Na época, a Prefeitura Regional Freguesia do Ó esclareceu que não havia recebido reclamação em relação ao problema apontado pela reportagem.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

BarulhoqueixaZona Sul