Moradores reclamam que atendimento residencial foi suspenso em UBS da zona norte
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores reclamam que atendimento residencial foi suspenso em UBS da zona norte

Coordenadoria Regional de Saúde Norte informa que todas as equipes do Programa de Atenção Domiciliar da Unidade Básica de Saúde Dr. Luiz Paulo Gnecco estão realizando os atendimentos normalmente

Renata Okumura

19 Dezembro 2017 | 10h00

SÃO PAULO – Pacientes que dependem de atendimento residencial reclamam da dificuldade para agendar a visita de um médico pela Unidade Básica da Saúde (UBS) Dr. Luiz Paulo Gnecco, localizada na Vila Maria, na zona norte da cidade.

A sogra de Fernando Rangel, Hilda dos Reis, é diabética, cega e tem mobilidade reduzida. “Depende de cuidados para ir ao banheiro, para ir do quarto para a sala, para tomar banho e para se alimentar. Só não é acamada totalmente porque por orientação médica forçamos para que ela se movimente diariamente a fim de manter uma rotina ativa”, ressaltou ele.

Idosos e pessoas com mobilidade reduzida dependem de atendimento residencial Foto: Renata Okumura

Segundo ele, o atendimento era feito com a presença do médico e dos enfermeiros. Em algumas ocasiões, somente os enfermeiros vinham. “Às vezes não havia necessidade da presença do médico, mas as enfermeiras e a assistente social faziam as visitas. Mas agora o serviço não está mais disponível. Sempre que busco os medicamentos, eu questiono a volta do serviço residencial. Além da importância da consulta preventiva, no ano passado o médico responsável também nos auxiliou na apresentação de relatório para realizar a prova de vida e continuar recebendo a aposentadoria”, destacou Rangel.

+++ “Medicamentos essenciais estão em falta”, reclamam pacientes

Pacientes reclamam de falta de medicamentos na Unidade Dispensadora Tenente Pena Foto: Renata Okumura

A aposentada Maria dos Santos tem mais de 70 anos e reforça a importância da continuidade do benefício de saúde. “A consulta residencial deve ser oferecida a todos que têm mobilidade reduzida, sem tantas burocracias e demora”, salientou a moradora da região.

A Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Norte informa que todas as equipes do Programa de Atenção Domiciliar da Unidade Básica de Saúde (UBS) Luiz Paulo Gnecco estão completas e realizando os atendimentos normalmente.

A paciente citada está incluída no Programa da Atenção Domiciliar (AD1) e, inclusive, recebeu visita da equipe multiprofissional no último dia 27. Uma nova visita de reavaliação já está programada para o mês de fevereiro. A gerência da unidade já entrou em contato com o solicitante para esclarecimento de todas as dúvidas.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

UBSATENDIMENTOResidencialqueixa