Moradores temem proliferação do mosquito da dengue na zona leste
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores temem proliferação do mosquito da dengue na zona leste

Descarte irregular de pneus e entulho tem ocorrido com frequência na Vila Síria

Renata Okumura

08 Janeiro 2018 | 15h29

SÃO PAULO – Quem percorre a Avenida Água de Haia, entre a Avenida Imperador e a Avenida São Miguel, principalmente entre os número 3.500 e 4.198, encontra pneus carecas cheios d’água e muito lixo no canteiro central da via, localizada na zona leste da cidade.

Descarte irregular de lixo na Avenida Águia de Haia Foto: Renata Okumura

“Em frente a uma perfumaria, jogaram pneus carecas e os próprios comerciantes e moradores costumam deixar lixo no mesmo lugar. Estamos com receio porque os pneus estão lá e há risco de acúmulo d’água e dengue”, reclamam moradores de um condomínio do bairro.

Eles entendem que a culpa é da própria população, mas reforçam que o serviço de limpeza retira o lixo, mas não mexe nos pneus. O receio da dengue aumentou em razão do período de chuvas no fim do ano.

Na Rua Apoquitauá, na Vila Síria, também é comum moradores jogarem lixo na esquina. “Estamos cansados de recolher lixo de vizinhos mal educados que acham que a calçada de esquina é local de descarte”, relatou o morador Fernando Oliveira.

População cobra fiscalização no bairro Foto: Renata Okumura

No mesmo bairro, na Rua Francisco Monteiro com a Rua Alexandre Petta, a reportagem constatou a presença de muito entulho em cima da calçada. “Há muito lixo na esquina. Deveriam recolher, colocar câmeras e aumentar a fiscalização e punição. Este entulho está há mais de dois meses e a prefeitura ainda não recolheu”, relatou a moradora Ana Martins.

Usuários de drogas queimam madeiras em cima de canteiro central de avenida Foto: Renata Okumura

A Prefeitura Regional São Miguel Paulista informa que os locais citados tratam-se de pontos viciados de descartes irregulares de lixos e as limpezas são realizadas em média três vezes por semana.

Apesar dos esforços das prefeituras regionais, reforçamos a necessidade de apoio da população para que os munícipes não depositem materiais inservíveis nas ruas. “O descarte irregular de lixo e entulho é crime ambiental passível de multa em mais de R$ 18 mil, conforme previsto em lei. Destacamos que a população tem à disposição o aplicativo Limpa Já Entulho, que também permite ao munícipe acompanhar os dias de coleta seletiva e realizar denúncias de descarte de entulho. Denúncias podem ser feitas pelos canais do 156 da Prefeitura”, destacou a nota.

Um dos principais pontos de descarte de lixo irregular na Avenida Águia de Haia Foto: Renata Okumura

Para realizar o descarte da forma correta, a população pode consultar no site da regional o dia e o horário em que o caminhão do Cata-Bagulho está programado para realizar os trabalhos de zeladoria.

Além disso, o munícipe pode comparecer a um dos 98 Ecopontos existentes na capital paulista.

+++ LEIA TAMBÉM: SP tem quase 4 mil pontos de descarte irregular de lixo

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

entulhoPneuslixozona leste