As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

População cobra manutenção em ciclovia da Vila Mariana

Infraestrutura da Rua França Pinto passará por serviços de manutenção

Renata Okumura

22 de julho de 2019 | 16h46

SÃO PAULO – Moradores e ciclistas se queixam que há muitos buracos na ciclovia da Rua França Pinto, na altura do número 1.331, na Vila Mariana, na zona sul da cidade. “Além da pintura apagada, buracos no asfalto colocam em risco a vida dos ciclistas”, disse morador da região que preferiu não se identificar.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que o Programa de Metas da Prefeitura prevê implantação de 173,35 quilômetros de novas ciclovias/ ciclofaixas e a requalificação de 310,60 quilômetros da malha cicloviária existente, somando 484 km para o biênio 2019/2020.

A ciclofaixa França Pinto com 1,5km, inaugurada em 15 de novembro de 2014, passará por serviços de manutenção, dentro da meta de requlificação.

Ciclovia. Foto: Renata Okumura

Relembre. A pista da ciclovia da Rua João Moura, que liga a Vila Madalena ao Hospital das Clínicas, está danificada e cheia de ondulações. “Deveria ser colocada, no mínimo, uma sinalização para quem passa por estes pontos”, destacou Marcelo.

Ciclovia da Ponte Cidade Universitária. A reportagem da Blitz Estadão esteve na Ponte Cidade Universitária, na zona oeste da capital paulista. Por lá, ciclistas também relataram a falta de sinalização e o receio de atravessar a via à noite. Pedro Mendes estuda na Universidade de São Paulo (USP) e cobra melhorias. “Eu utilizo a bicicleta como meio de locomoção e acredito que é preciso melhorar a iluminação e a sinalização”, destacou. Na época, o Ilume prometeu analisar a falta de luz na Ponte Cidade Universitária, relatada pela população.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Tudo o que sabemos sobre:

CicloviaqueixaBuracos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.