Subprefeituras realizam trabalho de limpeza após transtornos causados pelas chuvas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Subprefeituras realizam trabalho de limpeza após transtornos causados pelas chuvas

Temporais provocaram a queda de árvores e alagamentos em diversos bairros da capital paulista

Renata Okumura

28 de fevereiro de 2019 | 16h23

SÃO PAULO – Depois das fortes chuvas que atingiram São Paulo nos últimos dias, moradores estão encontrando árvores caídas, folhas e muito lixo em ruas e calçadas da cidade. O cenário reforça a importância de investimentos preventivos na manutenção de árvores e também a necessidade de a população não descartar lixo em qualquer lugar.

Pedestres, ciclistas, motociclistas e até motoristas precisam ter muita atenção para evitar acidentes e quedas.

“É preciso tomar muito cuidado para não escorregar ao pisar nas folhas de árvores que estão nas calçadas. Alguns bairros sofreram ainda mais com alagamentos e deslizamentos. Eu mesma quase escorreguei”, disse a aposentada Rosa Ferreira.

Desde a meia-noite de terça-feira, 26, equipes das subprefeituras e da Defesa Civil atendem ocorrências de queda de árvores na cidade. Neste período, foram 665 chamados. Na quarta-feira, 27, a Defesa Civil atendeu a outros 194 chamados.

Descarte irregular de lixo na Avenida Águia de Haia Foto: Renata Okumura

“As pessoas esquecem que o lixo descartado incorretamente vai entupir bueiros. A situação é cada dia pior. Não somente nas ruas, mas também no Tietê, depois das chuvas, dava para ver garrafas de plástico boiando e muito lixo. Isso é reflexo do desrespeito da população com o meio ambiente. Vejam o que aconteceu na cidade de Salto, no interior”, lembrou o administrador Paulo Gonçalves.

Toneladas de lixo carregadas pelo Rio Tietê Foto: Defesa Civil/ Salto

“Vale ressaltar que, após a poda das árvores, o material é recolhido e separado. Parte dos resíduos é encaminhada e aproveitada no processo de compostagem dos cinco pátios do Município, localizados na Lapa, Sé, Ermelino Matarazzo, Mooca e São Mateus. Outra parte é transportada para os aterros. O procedimento é o mesmo para árvores sadias ou em mau estado”, destacou a nota da prefeitura.

Na terça-feira, choveu 37,9mm, o que representa 18% da média do mês. Até este dia, já tinha chovido neste mês de fevereiro 347,8mm, 65,4% acima da média.

Em 2018, 89.668 árvores foram podadas e outras 11.671 removidas. O trabalho de poda é realizado em parceria com a concessionária Enel devido aos galhos em contato com a fiação elétrica.

Em todo o ano passado, 51.090 solicitações foram registradas pela população para serviços em árvore em área pública na Central SP 156.

A Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb) informa ainda que o Plano Chuvas de Verão está em andamento na cidade de São Paulo.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Tudo o que sabemos sobre:

Blitz EstadãoChuvaLimpezaEnchentelixo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: